50 dicas para falar em público

Para um empreendedor cada vez é mais importante falar em público, sobretudo se o seu negócio está ainda a começar. Com efeito, o ‘pitch’ ou seja: o discurso de apresentação da sua ideia, é cada vez mais o fator eliminatório no acesso aos concursos das aceleradoras de ideias. Saber comunicar bem o seu projeto, não só lhe abre a porta a novos parceiros que o vão ajudar a desenvolver a sua ideia, mas também atrai os investidores que precisa para impulsionar o seu negócio.

Veja aqui algumas dicas que o podem ajudar:

1. Aceite o medo, é normal. Muitos consideram-no ‘o medo nº1, maior do que ter medo de morrer’, mas não precisa de confirmar.

2. Conheça a sua audiência. Saiba para quem vai falar. Quem são, o que procuram, quais as suas ‘dores’ e quais as ‘campainhas’ que os fazem ficar atentos e ter ‘um brilho nos olhos’. Lembre-se de adequar o seu discurso a cada um deles.

Foto: Pixabay

3. Defina a sua intervenção numa frase: ‘no final eu quero que eles se recordem de…’ E esse deve ser o foco do seu discurso.

4. Não se esqueça: ‘Mais é Menos’ (deixe-se de ‘rodriguinhos’, vá ao essencial).

5. O nosso cérebro tem dois hemisférios, de um lado o pensamento lógico, do outro o pensamento emocional. Não passe só informação mas conte histórias, apele à imaginação. Seja criativo.

6. Sorria! Esse é o segredo principal. Ao sorrir ganha segurança, afastando o medo, e cria empatia com a sua audiência. Não se esqueça que todos temos um mecanismo chamado ‘neurónios-espelho’, reagindo ao que vemos.

7. Treine, treine, treine.

8. Antes de começar procure os ‘cinco minutos de solidão’. Ficar sozinho em silêncio dá a tranquilidade que precisa para enfrentar o público. Nesses cinco minutos respire profundamente pela barriga, (acalma as borboletas).

9. Antes de começar, pense no objetivo do que vai dizer, ou seja, pense (novamente) ‘no final quero que saiam com esta ideia daqui’.

10. Comece com algo que estimule a atenção (um vídeo, uma música, algumas perguntas, etc.).

Foto: Pixabay

11. Use o humor se estiver confortável com isso. Quando? No início e depois de 10 em 10 minutos, se tiver muito que falar, caso contrário os cérebros ‘desligam’.

12. Se usar um suporte do tipo PowerPoint, recorra a imagens e poucas palavras. Deixar espaço vazio ajuda a audiência a focar a atenção em si.

13. Olhe nos olhos das pessoas e procure ligar-se a elas (não se ponha a ler slides ou discursos escritos. As pessoas estão lá para o ouvir falar, não recitar).

14. Conte histórias suas, que reflitam as suas emoções.

15. Respire…

16. O stresse vai fazê-lo acelerar. Mantenha a calma e faça pausas, porque falar muito rápido torna o discurso confuso.

17. Beba água antes de começar e leve uma garrafa para perto de si, o stresse seca a boca.

18. Se usar material de apoio (computador, colunas de som, ponteiro, etc.), teste sempre antes.

19. Use o silêncio a seu favor. Fazer pausas e olhar nos olhos das pessoas é sempre uma boa arma do comunicador. Se sorrir, melhor.

20. ‘What’s in it for me?’ Lembre-se que isto é essencial. As pessoas vão sempre pensar ‘o que é que eu ganho com isto que estou a ouvir?’ Para fazer essa ligação regresse ao ponto 2 (investigar antecipadamente quem são).

21. Se o tema é complexo, faça sínteses parciais.

22. Faça sempre uma síntese no final.

23. Envolva as pessoas, fazendo perguntas, lançando desafios ou fazendo um jogo, por exemplo.

24. Use a humildade como ponto forte. Não sabe, assuma, disponibilize-se a investigar.

25. Nunca ultrapasse o tempo que lhe deram para falar.

26. ‘Hara Hachi Bu’ é uma expressão confucionista que recomenda deixar sempre o resto para mais tarde. Mais vale deixar as pessoas a querer saber mais do que ‘atoladas’ com a cabeça cheia de coisas.

27. Nunca se esconda atrás de um palanque. Enfrente o medo e vá para a frente do palco ou da mesa.

28. Se se enganar, siga em frente.

29. Não se distraia com a sua palestra. Mantenha-se presente e atento às reações da sua audiência.

30. Pare e respire. Avance.

Foto: Pixabay

31. ‘Expect nothing, prepare for everything’. Se o PowerPoint não funcionar, tem um ‘plano B’? Faça sempre um plano da sua apresentação mas prepare-se para o imprevisível. Se lhe fizerem perguntas, responda. Mantenha-se flexível sobre o desenrolar da mesa. Só tem a ganhar com isso.

32. Não caia na tentação de achar que tudo está perfeito. Vá tomando o ‘pulso’ à linguagem corporal das pessoas, adapte o seu discurso ao que vê.

33. Divirta-se!

34. ‘This too, shall pass’ Aconteça o que acontecer, tudo passará. E, se correr muito mal, pode ter a certeza que o dia seguinte é um excelente dia para começar outra vez…

35. Veja palestras de outros oradores e aprenda com os melhores.

36. Aceite que nunca conseguirá chegar a toda a gente. Até o Obama teve perto de 50% de pessoas que não votaram nele.

Foto: Pixabay

37. Se alguém estiver distraído a falar com o colega, movimente-se lentamente para essa zona da sala. Será o suficiente para lhes prender a atenção.

38. Se vir que começa a haver barulho na sala, experimente começar a falar gradualmente mais baixo.

39. Fale com ritmo (és você que vai na frente a marcá-lo, lembre-se).

40. Fale com paixão.

41. Movimente-se pela sala de forma harmoniosa.

42. Se tiver uma ‘branca’ (aquele momento em que, de repente, a cabeça parece ficar vazia), assuma isso como natural e passe à frente.

43. Se houver alguém a falar antes de si, procure fazer pontos de contacto (‘como disse há pouco o x…’).

44. Respire…

45. Se usar slides, tenha muita atenção ao design: bonito e simples fica sempre bem.

46. Se usar materiais de outras pessoas (exercícios, esquemas, citações, etc.), não se esqueça de referir os autores.

47. Procure na audiência pessoas com ‘brilhozinhos nos olhos’ e ‘alimente-se’ delas. Elas vão dar-lhe segurança e emoção para o seu discurso, mas não fale só para elas.

48. Lembre-se que só custa o início, depois passa num instante, basta seguir o ‘flow’.

49. Dê o seu melhor e nunca terá nada de que se arrepender. Mesmo que corra mal servirá de aprendizagem e, nesse sentido, foi o melhor!

50. Ah, e não sei se já disse mas não se esqueça de respirar (e sorrir também)!

Veja neste vídeo de Chris Anderson quatro maneiras de partilhar uma ideia:

(Revisto e atualizado em 06/01/2017)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

2 × one =