A Importância do Não 

Quando um
Foto: Pixabay

Crescemos com a palavra já desde pequenos, quando os nossos pais nos dizem “não” a isto, “não” àquilo e depressa percebemos a importância de tal palavra na hora de lidar com uma certa dose de frustração em não obter o que mais queríamos.

Porém, estas três letras que compõem a palavra “Não” adquirem uma relevância muito forte na nossa vida pessoal e profissional. Não é com o “Sim” que amadurecemos, pois quando esse se obtém, a satisfação de o alcançar quase que desvanece no momento. Já o “Não” impele-nos a fazer mais e melhor. Leva-nos a querer mais e a lutar melhor para o vencer. Sem pressa e com tempo, aprendemos a desenvolver a nossa mente na busca de novos caminhos e soluções.

O “Não”, que ouve, deve servir para motivar e nunca para desistir, pois é ele que ajuda a vislumbrar as coisas com outra perspetiva, para poder melhorar.

Ouvir um “Não”, é duro. Dói, magoa, mas, ao mesmo tempo, tem em nós empreendedores um efeito catalisador que nos enche novamente de energia, com a qual regressamos ao nosso “campo de batalha”.

Quantas vezes um “Não” já serviu para nos mostrar que o rumo que estávamos a tomar era o menos adequado naquele momento? Quantos “nãos” precisámos de ouvir ao longo da nossa vida para entender que com ele poderíamos melhorar? Quantos “Nãos” já nos livraram de tomar decisões erradas?

Eu encaro o “Não” como algo muito positivo, pois é ele que me ajuda a vislumbrar as coisas com outra perspetiva, outro olhar.

A importância que damos ao “Não” chega a chocar com a aparente satisfação do “Sim”. Claro que é preferível ouvir um “Sim”, sobretudo quando andamos diariamente à procura dele, mas um “Não” tem um valor inestimável, pois é a partir dele que a vida nos encarrega de transmitir algo tão simples: “se acreditas em ti, no teu potencial, no teu sonho, vai sempre a jogo”. O “Não”, que ouve, deve servir para o motivar e nunca para desistir. Dê mais importância ao “Não” e verá como tudo depois parece arranjar forma e maneira de se encaixar.

Afinal de contas, há “nãos” que até nos fazem um grande favor… Certo?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

4 + six =