A importância dos manuais de franchising

O franchising continua a ser uma das formas de negócio com maior probabilidade de sucesso. Esta probabilidade advém do facto das marcas e dos seus processos já estarem devidamente testados e documentados em manuais, por isso esta é uma das etapas mais importantes para novos e atuais Franchisadores, pois é aqui que definimos e padronizamos o modelo e o conceito, de forma a tornar possível a replicação em rede.

Os manuais de franchising são documentos valiosos, que descrevem todos os processos internos do conceito do franchisador. Eles são a forma como o franchisador transmite todo o seu know-how aos parceiros franchisados.

Cada novo franchisado, assim que entra para a rede, deve receber formação. Esta formação deverá contemplar todo o funcionamento da unidade a abrir, assim como todas as regras e processos já testados pela marca. Para isso, e de forma a que a formação ao franchisado seja bem sucedida, o franchisado deverá assimilar todos os processos definidos e descritos nos manuais de franchising. Nestes documentos devemos registar todos os processos já testados pelo franchisador como fórmula a seguir pelas restantes unidades.

Não tenhamos dúvidas que a padronização dos processos é um dos pilares do modelo de franchising. Os manuais de franchising devem ser descritos de forma clara e objetiva, conduzindo os parceiros franchisados a futuras consultas sempre que necessário, com relativa facilidade, permitindo o esclarecimento autónomo de todas as dúvidas relativas aos procedimentos padrão do negócio. Estes manuais serão ainda uma valiosa ajuda aos franchisados quando têm a necessidade de formar novos elementos para a sua equipa.

Embora os manuais de franchising tenham alguns temas obrigatórios, como a implementação da unidade e a gestão operacional ou de marketing, alguns poderão ser mais específicos, dependendo do mercado onde atua a nossa insígnia e as particularidades próprias do negócio.

Em resumo, devemos olhar para os manuais de franchising como um elemento fulcral para a correta replicação do negócio e para o sucesso de cada nova unidade. Estes manuais são a base da formação inicial efetuada a novos franchisados e deverão ser seguidos por toda a rede. No entanto, não podem ser estáticos devendo estes ser encarados como um elemento dinâmico, constantemente atualizados em função das alterações internas ou externas da rede, que surjam a cada momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

one × three =