Alterações no Facebook obrigam a nova estratégia para as empresas

Alterações no Facebook obrigam a alterações na estratégia de social media
Foto: Pixabay

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou a nova política da rede social, que acende um alerta para os profissionais e empresas que utilizam a rede como canal de divulgação e visibilidade.

“Você vai ver menos conteúdo público como publicações de empresas, marcas e mídia”, diz Mark.

A intenção do Facebook é priorizar as postagens que promovam engajamento por meio do conteúdo interessante a ponto de gerar “bem-estar” e a sensação de que o tempo dispensado ao Facebook seja percebido como “bem gasto”.

Assim, o que já vinha acontecendo, será ainda mais potencializado: postagens sem engajamento serão cada vez menos mostradas nas timelines. De modo geral, isso obriga produtores de conteúdo a serem mais criativos e consistentes em suas publicações. Ou terão seus posts sob o efeito voo de galinha.

É claro que o Facebook quer, com esta medida, forçar indiretamente para que mais posts sejam patrocinados, o que garante a entrega para mais pessoas e com direcionamento. Organicamente, a boa performance de um post estará diretamente relacionada com um conteúdo que desperte interesse do público, seja pelo caráter divertido, pessoal ou de utilidade.

Estratégia

Profissionais ou empresas que têm apenas o Facebook como canal de visibilidade devem rever as suas estratégias de marketing digital. Redirecionar o foco para mais de uma rede como o LinkedIn ou o Instagram pode ser uma boa alternativa, desde que estas redes sejam adequadas ao tipo de atividade profissional que desenvolvem. É importante considerar que cada rede social tem uma linguagem técnica diferente, uma característica que muda a forma de entregar o mesmo conteúdo.

Em relação à imagem de marca pessoal e profissional manter a publicação de conteúdo no Facebook sem ter que patrocinar todos os posts é uma decisão que passa pelo planejamento do conteúdo que realmente seja útil para a rede de amigos ou seguidores. O certo é que marcas pessoais para serem memoráveis têm de ter constância na geração de conteúdo para as redes, consistência no sentido de ser útil e relevante, o que gera credibilidade para a marca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

11 + two =