Capital de risco impulsiona investimento em ‘fintech’

Pagamento electronico
Foto: Pixabay

Os Estados Unidos lideram os investimentos mundiais em tecnologias relacionadas com o setor financeiro. O investimento em fintech norte-americanas representa cerca de cinco mil milhões de dólares do total de investimentos registados no setor, no terceiro trimestre de 2017. A Europa também registou fortes ganhos e a Ásia ultrapassa os mil milhões.

O financiamento às fintech atingiu 8.2 mil milhões de dólares no terceiro trimestre de 2017, de acordo com o estudo Pulse of Fintech, divulgado pela KPMG. Apesar de uma diminuição em volume, o investimento em fintech no terceiro trimestre manteve-se acima dos 6.3 mil milhões de dólares levantados em igual período do ano passado. No entanto, este trimestre fica assinalado pelo valor mais elevado de investimento em fintech por parte dos capitais de risco, registando o valor mais elevado em cinco trimestres (3.3 mil milhões de dólares).

Apesar de um volume de investimento assinalável, o número de transações envolvendo capital de risco e fintechs em etapas muito iniciais (seed capital) desceu significativamente, com apenas 67 negócios realizados. Este foi o valor mais baixo desde o primeiro trimestre de 2013, o que poderá resultar da tendência dos investidores em se concentrarem em operações maiores e em empresas mais robustas, com modelos de negócio já testados.

“O mercado de fintech está a evoluir rapidamente e continua a demonstrar alguma facilidade em diversificar e levantar financiamento, o que demonstra que os investidores reconhecem o potencial disruptivo que alguns destes projetos revelam e o papel transformador que assumem para a indústria dos serviços financeiros à escala global” refere Vitor Ribeirinho, Deputy Chairman da KPMG Portugal e responsável pela área de Financial Services da firma.

Europa continua a atrair investimento

O investimento total em fintech na Europa cifrou-se em 1.66 mil milhões de dólares no terceiro trimestre de 2017, face aos dois mil milhões registados no trimestre anterior. Porém, o financiamento por parte dos veículos de capital de risco foi especialmente forte neste trimestre, ultrapassando os 700 milhões de dólares.

A dimensão média do financiamento a empresas mais maduras foi de 17,3 milhões de dólares neste período, acima dos 10,2 milhões registados em 2016. O investimento por parte das empresas em veículos de capital de risco na Europa disparou, atingindo um valor recorde de 647 milhões de dólares já investidos este ano.

A Alemanha contabiliza a maior fatia do investimento em fintech neste trimestre, sustentado na aquisição da ConCardis, uma transacção de 806 milhões de dólares. O Reino Unido representa sete das maiores operações europeias, incluindo rondas superiores a 100 milhões de dólares por parte da Prodigy Finance e da Neyber.

Nasser Sattar, Head of Advisory da KPMG Portugal acrescenta “os investidores exigem hoje mais do que boas perspectivas e potencial, direccionando os investimentos para projectos de fintech que demonstrem alguma tracção. Isto mostra que as fintechs precisam cada vez mais de demonstrar o valor acrescentado das suas soluções e a robustez dos seus modelos de negócio, de forma a conseguirem financiar os seus planos de crescimento”.

Principais destaques do terceiro trimestre de 2017

Em termos globais, investiram-se 8.2 mil milhões de dólares em fintechs no terceiro trimestre de 2017, abaixo dos 9.3 mil milhões registados no segundo trimestre do ano. Já o financiamento por parte do capital de risco (venture capital) aumentou para 3.3 mil milhões de dólares distribuídos por 211 operações (Q2 2017: 3.01 mil milhões).

A dimensão média dos negócios em fase seed capital foi de 1.4 milhões de dólares no terceiro trimestre de 2017 e a dimensão média das transações com projetos em etapas iniciais de financiamento aumentou de 5.1 para 5.5 milhões de dólares, face a 2016. A dimensão média de negócios em fases mais avançadas de financiamento  manteve-se nos 16 milhões de dólares.

Por fim, o investimento de capital de risco em Insuretech caminha para valores recorde este ano, com o terceiro trimestre de 2017 a assinalar um investimento de mais de 1.5 mil milhões de dólares em insuretech por fundos de capital de risco em 179 transações, face aos 1.8 mil milhões investidos nos 203 negócios que ocorreram em 2016.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

twenty − 13 =