Como elaborar um excelente plano de Social Media em 10 passos

Montar uma plano de Social Media

Se quer começar o seu próprio projecto mas não sabe fazer um Modelo de Negócios esta ferramenta é para si.

O plano de Social Media é a base da presença nas redes sociais e um trabalho credível de comunicação de marca nestas plataformas carece de um. Apesar da sua extrema importância, esta é também a fase que pessoas e empresas mais costumam negligenciar, porque planear em Social Media dá trabalho, muito trabalho, e é mais apetecível iniciar desde logo as atividades que ficam de imediato visíveis perante o público.

É no design e no copywriting que se distinguem os génios e se atribuem prémios de criatividade e é também a qualidade artística de uma campanha que envaidece os responsáveis das empresas, pelo que não é surpreendente que o trabalho invisível do planeamento seja votado para segundo plano e que ninguém esteja muito interessado em fazê-lo. Até a consultoria e a formação nesta área se costumam focar em temas como a conversão ou anúncios pagos, sendo mais raro encontrar quem trabalhe ativamente o planeamento.

Se deseja adotar uma atitude mais inteligente que lhe vai permitir aumentar resultados em muito pouco tempo, foque-se no plano que devia ter feito antes de abrir a página de Facebook da sua empresa. É esse documento que lhe vai dizer o que fazer, como fazer, para quem fazer e, no final, como medir coisas tão importantes como o retorno do investimento e o engagement com o público-alvo.

Como elaborar um excelente plano de Social Media em 10 passos:

1 – Quais os objetivos de Marketing da empresa? Eis o primeiro passo. Com certeza, a marca que está a trabalhar nas redes sociais pertence a uma empresa que, por sua vez, tem outros canais de comunicação e, dependendo da sua dimensão, um departamento de Marketing que está encarregue de a desenvolver. Procure saber qual é a estratégia global da marca que vai trabalhar no mundo digital.

2 – Qual o papel do Social Media nessa estratégia global? Dentro da estratégia de Marketing da empresa, quais são os objetivos que pretende atingir com a aposta no digital? Queremos apresentar a marca a novos segmentos ou trabalhar como uma continuidade do que já é feito off-line? Os canais de owned media vão servir para propagar os conteúdos utilizados em televisão, rádio e imprensa, ou pretende-se outro tipo de abordagem para o digital? Antes de qualquer outra coisa é fundamental definir os objetivos e especificá-los tanto quanto possível.

3 – O que está a fazer a concorrência? Esta é a fase do listen que consiste em adoptar uma postura passiva perante as redes e escutar tudo o que é dito sobre a minha marca, as marcas concorrentes e a indústria em geral. É importante identificar qual o tipo de reacção que os utilizadores têm perante os conteúdos das marcas concorrentes e perceber que tipo de estratégias elas estão a colocar em prática.

4 – Qual o stakeholder que vai beneficiar com a minha página? Vamos trabalhar para clientes, colaboradores, acionistas, fornecedores, investidores, ou outros? Nesta fase temos de seleccionar o público-alvo a atingir com a presença digital da marca e há duas vias possíveis: ou se trabalha para todo target ou se seleciona um segmento do mesmo.

5 – Qual o tipo de benefício que vou oferecer? É fundamental perceber qual será o tom da comunicação da marca nas redes sociais. Para que a comunicação não seja confusa e desinteressante, é fundamental adotar uma estratégia para o ambiente que se pretende criar nos canais de Social Media da marca. Dependendo dos objetivos, podemos produzir conteúdos inspiradores, informativos, de entretenimento, ou até uma mistura racional e equilibrada de vários estilos.

6 – O que pretendo que o target faça depois de ter contacto com a minha página? Em Social Media, toda e qualquer ação deve pressupor uma reação do utilizador. Se publico uma fotografia no Facebook, devo saber exatamente qual a reação que procuro no utilizador e otimizar o conteúdo em função disso. Só assim consigo medir o sucesso. Se pretender que o utilizador se inscreva na minha newsletter depois de aceder ao site, vou medir o sucesso da campanha através da quantidade de subscrições face à quantidade de visualizações. Todas as publicações, campanhas e páginas devem ter um Call to Action – quero que o utilizador compre, que se registe, que recomende, que comente, que clique, etc.

7 – Como garanto que um lead se torna em conversão? Sabendo o que pretendo do utilizador, qual a minha estratégia para que ele realmente faça o que se espera dele? Este passo corresponde ao Funil de Vendas da marca. Como garanto que o meu conteúdo é visto pelas pessoas certas, como instigo a que essas pessoas vejam o meu conteúdo e respondam, como atraio o utilizador das redes sociais para o meu website? As ferramentas para operacionalizar a estratégia que é montada neste passo podem passar por landing pages ou por ofertas de ebooks, templates, vídeos ou outros conteúdos em troca de uma subscrição.

8 – Como medir os meus resultados? Eu bem disse que planear em Social Media era trabalhoso. O termo planeamento pode ser enganoso, pois não estamos acostumados a incluir análise de dados num processo deste género. Em Social Media, o planeamento é um ciclo que começa e termina com análise de dados. Depois de saber quais os objetivos que pretendo atingir e de colocar em prática a minha estratégia, é fundamental analisar os esforços e perceber exatamente onde falhei. Esta é a grande inovação do marketing digital. As plataformas oferecem todos os dados necessários, pelo que não desculpas para não os analisar.

9 – Como posso recolher o testemunho do cliente e manter a conversa? A relação com o cliente não termina depois da conversão. O melhor de trabalhar com redes sociais é que durante o processo de conversão do cliente, conseguimos facilmente que ele nos indique os seus dados, como morada, número de telefone e endereço de email. Que incentivos e canais são disponibilizados para que a conversa continue após a compra? O segredo de todo este processo é descobrir a forma mágica de continuar a vender repetidamente aos mesmos clientes.

10 – Como vou ajustar a estratégia conforme o seu sucesso? Todo este processo deve ser visto e revisto vezes sem conta. Pessoalmente, costumo trabalhar com ciclos mensais. Todos os meses faço uma análise de dados em profundidade e revejo todos os aspetos da estratégia que estão a correr menos bem. Não há desculpa para não se ter sucesso com o Marketing Digital, os indicadores do sucesso estão todos disponíveis, basta saber interpretá-los.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

10 + 4 =