Free Electrons: 2 startups portuguesas aprovadas para a final

Free Electrons escolhe finalistas

O Free Electrons, um programa de aceleração internacional, no campo da Energia, selecionou as 15 finalistas que vão agora entrar na fase de aceleração. O programa, cujo objetivo é promover o contacto com startups que desenvolvam soluções na área da mobilidade, energia limpa e eficiência energética, selecionou as startups, que vão agora entrar na fase de aceleração na Austrália e Estados Unidos.

Entre as finalistas estão 3 startups norte-americanas, 2 de Portugal e 2 do Reino Unido. Mas vários outros pontos do globo, como o Bangladesh, China, França, Grécia, Irlanda, Noruega ou Suíça, estão também representados.

“Não foi fácil escolher, face a um grupo tão forte e homogéneo – aliás, tivemos de eleger 15, e não as 12 que tínhamos antecipado – o que acredito que é prova da qualidade geral do programa”, afirma Luís Manuel, administrador da EDP Inovação. “Estou confiante de que encontrámos soluções inovadoras, que possam ser adotadas e integradas nos nossos negócios, num esforço para ajudar a moldar o futuro do sector da energia”, destacou.

As 15 startups apuradas para a fase final são:

Adaptricity (Suíça); EQuota Energy (China); Fresh Energy (Alemanha); Greenbird (Noruega); Gridcure (EUA); GridWatch (Irlanda); Howz (Reino Unido); Jungle AI (Portugal); Kisensum, Inc. (EUA); Loqr (Portugal); ME SOLshare (Bangladesh); Orison (EUA); Relectrify (Austrália); Sterblue (França) e Verv Energy (Reino Unido).

No total, o programa recebeu 515 candidaturas, de 65 países diferentes, o que acaba por ser uma manifestação do alcance global desta iniciativa.

O programa Free Electrons foi criado pelas empresas de energia elétrica Ausnet Services (Austrália), DEWA (Dubai), EDP (Portugal), ESB (Irlanda), Innogy (Alemanha), Origin Energy (Austrália), SP Group (Singapura) e Tokyo Electric Power (Japão). A American Electric Power (USA) também se juntou ao programa, já em 2018. O Free Electrons tem o apoio da Beta-i (Portugal) para o processo de aceleração.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCriar valor nas Organizações
Próximo artigoPortugal quer liderar o digital até 2030
O Empreendedor é um projecto de empreendedorismo colaborativo que pretende desenvolver e testar novas formas de cooperação entre indivíduos e organizações ligadas ao empreendedorismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

nineteen + 17 =