From Start-to-Table abriu candidaturas

Programa start-to-table para acelerar projetos de restauração
Foto: Startup Lisboa

Já estão abertas as candidaturas ao programa de aceleração da Startup Lisboa para o setor da restauração. O programa From Start-to-Table tem o apoio do Turismo de Portugal, e está à procura de projetos inovadores que atuem no ecossistema da restauração.

From Start-to-Table vai selecionar projetos em duas grandes áreas do ecossistema da restauração, uma para ideias com conceitos de restauração inovadores, outra orientada para as tecnologias que melhorem a experiência do cliente, ou as operações dos restaurantes.

Tem um negócio ou uma ideia revolucionária para o ecossistema da restauração?

As candidaturas decorrem até 30 de setembro no site do programa e estão abertas a candidatos do mundo inteiro, com projetos que, no máximo, tenham 2 anos de existência.

As startups inscritas vão ser sujeitas a uma sessão de júri de onde sairão os 20 projetos finalistas que participam no programa de aceleração: 10 projetos de âmbito tecnológico e 10 projetos de âmbito não tecnológico.

Ao longo de 9 semanas, os empreendedores terão oportunidade de trabalhar na prototipagem e validação do seu produto, com o apoio da rede de mentores associados à Startup Lisboa, especializados nas diversas áreas de desenvolvimento do negócio, e o contacto de investidores do ecossistema português.

“Este programa de aceleração é uma ótima oportunidade para potenciarmos a inovação e a modernização do setor da restauração. O apoio às startups tem sido uma das nossas prioridades – desde 2017 apoiámos programas de aceleração envolvendo 600 startups e levámos 60 a feiras internacionais de turismo, porque é fundamental que tenhamos uma oferta diferenciada, antecipando os desafios do futuro do Turismo. É também isso que faz com sejamos um destino #cantskip e um case study a nível mundial.” refere Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo.

No final do programa vão ser selecionados 2 projetos vencedores – um na vertente tecnológica e outro na vertente não tecnológica – que irão receber um prémio monetário de €10.000 cada, com vista ao desenvolvimento e implementação dos mesmos. Outra vantagem é a entrada direta para incubação na Startup Lisboa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

9 + six =