GoodGym – Fazer exercício físico e praticar o bem

O fundador do GoodGym, Ivo Gormley, acredita que o tempo e energia gastos a levantar pesos ou a correr na passadeira poderia ser muito melhor aplicado fazendo o bem na comunidade. Durante os últimos sete anos, tem estado empenhado numa missão para ajudar as pessoas a fazer isso mesmo.

O GoodGym combina o exercício físico com a prática do bem de três maneiras: os voluntários pode inscrever-se para corridas em grupo para completar uma actividade comunitária, como jardinar ou pintar; os praticantes podem realizar ‘missões’ ocasionais para pessoas mais velhas, como comprar mercearias ou mudar uma lâmpada; ou os membros podem comprometer-se com uma corrida semanal para visitar uma pessoa mais velha (que se torna seu ‘coach’ motivacional) em troca de uma chávena de chá e uma conversa uma vez por semana.

No início de 2014, o GoodGym operava em nove zonas do Reino Unido. A organização recebeu 245.000 libras através do Centre for Social Action Fund (CFSAF) para apoiar a sua expansão em novas zonas. Desde então, o GoodGym cresceu rapidamente, duplicando o seu tamanho ano após ano e envolvendo mais de 3.000 praticantes no voluntariado. Em 2014 o GoodGym apoiou 349 pessoas idosas. Hoje, esse número subiu para mais de 1.180 e, em 2018 poderá chegar às 29.645 pessoas.

Em particular, parte do financiamento do CSAIF foi usado para melhorar a plataforma online, criando um espaço onde novos praticantes se podem registar, praticantes já registados podem actualizar os seus progressos e todos os que se interessam pelo GoodGym podem declarar a sua vontade de estabelecer o serviço na sua zona, se não existe ainda.

Este interesse dos membros tem ajudado a desbloquear novas fontes de financiamento. Graças aos muitos resultados positivos que o GoodGym pode conseguir para as comunidades locais (impulsionando a saúde e bem estar dos praticantes e das pessoas com mais idade, para além de ajudar a manter espaços público), o serviço está agora a receber encomendas das autoridades locais e pelo Serviço Nacional de Saúde, que pagam uma taxa única de 25.000 libras para pôr o serviço a funcionar. A seguir, a ideia é que cada iniciativa local se torne auto-sustentável. Embora a equipa fosse originalmente contra aceitar donativos de praticantes, estes foram mais tarde introduzidos devido a pedidos dos próprios membros. Depois de terem sido feitos estudos para encontrar uma quantia que funcionasse para todos, o GoodGym recomenda agora um donativo voluntário de 9,95 libras por mês (ainda muito mais barato que um ginásio).

As parcerias com empresas também foram introduzidas. A empresa de vestuário New Balance fornece t-shirts para todos os praticantes e também se juntou ao GoodGym numa série de anúncios na televisão sobre ‘usar a corrida para o bem’. Entretanto, uma recente parceria com a Parkrun (que organiza corridas semanais) tem o potencial de apresentar o GoodGym a todo um novo público de entusiastas do fitness, com o objectivo de apoiar 60.000 pessoas até 2020.

O GoodGym é uma das oito inovações prometedoras que estão a ser apoiadas pelo Accelerating Ideas Fund, uma parceria entre a Nesta e o Big Lottery Fund para apoiar ideias com potencial para transformar as vidas das pessoas idosas.

O GoodGym é um bom exemplo de como a vontade de experimentar e evoluir criou uma fundação forte para o crescimento e o serviço pretende agora lançar-se em todas as grandes cidades do Reino Unido até 2018.

Saiba mais em goodgym.org.

nEste artigo foi traduzido a partir do original publicado em nesta.org.uk .

A Nesta (anteriormente NESTA – National Endowment for Science, Technology and the Arts) é uma instituição de caridade independente que trabalha para aumentar a capacidade de inovação do Reino Unido. Criada em 1998 por uma lei do Parlamento britânico, alterou os seus estatutos em 2012, passando a ser um organismo de caridade e mudando o seu nome para Nesta, deixando cair o título longo. Atualmente, o fundo investe em empreendimentos sociais com produtos ou serviços inovadores em três áreas prioritárias: o envelhecimento da população; a empregabilidade dos jovens; e a sustentabilidade das comunidades do Reino Unido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

19 + six =