O Benefício da exclusividade e inovação

Ciente que nem sempre a escala é o caminho para o sucesso, a chancela pretende distinguir-se pela oferta de produtos artesanais, de elevada qualidade e em edições numeradas e personalizadas, porque ‘é com o elogio do trabalho não industrializado que pode potenciar a qualidade e a diferenciação dos seus produtos.’

O primeiro Benefício foi uma garrafa de azeite de alta qualidade, em edição numerada e com rótulo personalizado, o segundo Benefício alia à exclusividade a inovação. Trata-se de uma mochila feita de cintos de segurança reciclados de automóveis para abate, a que se juntam apontamentos de cabedal, produzida em apenas 100 exemplares numerados e personalizados com o nome do comprador.

A marca O Benefício nasceu com a missão de desenvolver produtos de alto valor acrescentado, não só pela aposta em produtos de qualidade, mas também porque a empresa apenas coloca no mercado 100 unidades de cada produto produzido, personalizado com nome do cliente e a possibilidade de escolha de número de série entre 1 e 100.

‘Somos anti-escala, queremos provar que é possível criar produtos com valor, através da disrupção do modelo de baixo custo, sem esmagar quem cria e produz’, afirmam os fundadores Ricardo Nunes e Paulo Fernandes. A empresa opera numa perspetiva de comércio justo, esse princípio orientador tem um reflexo direto no valor do trabalho de todas as partes envolvidas e consequentemente no preço.

‘Nós acreditamos que o futuro das organizações é colaborativo. Queremos eliminar a barreira da escala. Queremos negócios abertos ao talento e que remuneram quem cria e produz’, referem Ricardo e Paulo.

O Benefício iniciou a sua atividade no final de Outubro de 2016 com uma equipa de dois fundadores e 10 colaboradores, incluindo outras empresas. Incubado na Startup Lisboa tem a sua sede no OBITEC (Parque Tecnológico de Óbidos), onde o acesso a produtores certificados e de alta qualidade é mais elevado, facilitando a criação de novos produtos, ou incrementando a dinâmica de cross-selling entre produtores.

O projeto deste segundo Benefício nasceu da ideia de Rui Café e Rita Guerreiro, que imaginaram e conceberam a mochila feita de cintos de segurança de automóveis. Para além do Benefício e da Beltimore, que trabalharam a criação e implementação do conceito, estiveram ainda envolvidas a Batista S.A. e a ValorCar, na concessão da matéria-prima, e Mohammad Ameen, na confeção da mochila.

O preço de cada mochila é 300 euros e o prazo de entrega é de cerca de duas semanas. Para comprar a mochila, basta ir a O Benefício.

Também já é possível fazer a pré-reserva de uma das 100 edições do próximo Benefício. O terceiro produto da marca ainda é segredo, mas, por 25 euros, os interessados podem desde já reservar um dos números das 100 edições. ‘Ninguém sabe o que é, mas vai ser incrível!’ A garantia da marca é de que será seguramente algo especial porque ‘a nossa especialização é a qualidade’, garantem os fundadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

nineteen − 3 =