Porque o seu pequeno negócio deve ter uma App?

Em média, um utilizador verifica o seu telemóvel 150 vezes por dia e, quando está a utilizar o telemóvel, 89% do tempo é dedicado a Apps. Daí que as Apps, nos últimos anos, se tenham tornado importantes para qualquer tipo de empresa, seja pequena ou grande. No entanto, até há pouco tempo, as Apps eram um privilégio reservado às grandes empresas. Ter uma App obrigava a um processo de desenvolvimento complexo e a um investimento que poderia ascender a várias dezenas de milhares de euros. Graças à inovação tecnológica passou a ser possível, empresas mais pequenas criarem as suas próprias Apps, sem terem de hipotecar o negócio.

O processo de criação da estrutura de uma App pode demorar pouco mais de 5 minutos, usando um editor faça-você-mesmo e modelos pré-definidos. Depois de carregados os conteúdos, a App está pronta para ser publicada nas lojas da Apple e Google. Este último passo poderá levar de alguns dias até 1 semana, dependendo da rapidez de aprovação das referidas lojas.

Depois de feita esta introdução, já lhe deverá ser evidente por que razão não deve ignorar o mundo das Apps (e ainda não revelámos o que uma App pode fazer pelo seu negócio).n n ‘88% dos consumidores que procuram por um negócio local através do telemóvel, ligam ou deslocam-se até ao estabelecimento dentro das 24 horas seguintes’

n1. As Apps aumentam a visibilidade e reconhecimento da sua marcanSendo que o telemóvel passou a ser o principal meio de ligação dos consumidores ao mundo exterior, conseguir garantir uma posição nesse espaço limitado, é precioso. Ao estar presente no telemóvel do seu cliente, está um passo mais próximo de aumentar as suas vendas. Mesmo que o seu cliente use maioritariamente outras Apps, como as de comunicação, sabemos que um utilizador médio passa mais de 2 horas por dia no telemóvel, assim sendo, mais cedo ou mais tarde, irá tropeçar na sua App. O seu cliente irá estar em contacto com a sua marca para além do período em que está no seu estabelecimento. Isto ajuda ao reconhecimento da marca e aumenta a propensão de selecioná-la na próxima decisão de compra.n n2. As Apps criam um canal de comunicação diretonAs Apps permitem-lhe atualizar os seus clientes com notícias e promoções ou efetuar reservas, gerir cartões de fidelização, etc. Esta informação ficará disponível na ponta dos dedos do seu cliente sem que ele tenha de a procurar.

Se já usa o email marketing para promover o seu negócio, sabe que o número de utilizadores que efetivamente lê os seus emails é relativamente baixo. Com o excesso de utilização deste canal a média situa-se em 3%. As mensagens push, por outro lado, que pode enviar diretamente através das Apps, têm uma taxa de abertura de 97%! É claro que é fundamental não abusar deste meio de comunicação, caso contrário o cliente desinstala a App ou inibe o recebimento destas mensagens.n n3. As Apps oferecem valor e estreitam o relacionamento com o clientenIndependentemente de vender pão, flores ou serviços, um dos objetivos principais das Apps deve ser o de fornecer valor acrescentado aos seus clientes. Se, por exemplo, tem um spa, permita que os seus clientes efetuem marcações online sem terem de ligar. O seu cliente pode ver a disponibilidade, de acordo com a sua agenda, marcar e obter a confirmação. Já não serve enviar um email e esperar pela resposta 24 horas depois. Se tem um ginásio apresente-lhes o calendário das aulas e permita que os serviços como personal trainer sejam agendados na App. Tenha em conta que quando maior for o valor para o cliente oferecido pela App, mais frequente será a sua utilização.n n4. Fomente a lealdade dos clientes nEstima-se que um adulto em média seja submetido a mais de 3000 mensagens publicitárias por dia. Devido ao excesso que publicidade, as marcas têm de competir por estreitar o relacionamento com os clientes e criar relações efetivas.nCom uma App pode criar facilmente um cartão de fidelização virtual e sempre que o cliente visitar o seu estabelecimento e consumir, será recompensado com pontos.

Quando acumular um determinado número de pontos, terá direito, por exemplo, a uma refeição grátis, um desconto ou um prémio. A criatividade é o limite! Pode ainda criar um passatempo em que os seus clientes competem entre eles para conseguir alcançar um determinado prémio ou regalia. É possível criar um ranking, visível a todos os participantes, com os utilizadores que acumularam mais pontos. Esta competição entre os seus clientes irá aumentar seguramente o consumo médio!n n5. Destaque-se da sua concorrência nPerdeu o comboio da internet? Demorou a estabelecer a sua presença online? Tem aqui a oportunidade de recuperar o tempo perdido. Crie uma App e destaque-se da sua concorrência. Posicione o seu negócio como inovador e atraia um novo perfil de clientes.

Por último, imagino que possa questionar-se sobre a razão para a necessidade de uma App se já tem presença nos meios sociais. Em primeiro lugar, qualquer publicação que faça terá sempre de competir com inúmeras outras para aparecer à frente do utilizador. Os feeds dos meios sociais estão cada vez mais saturados devido ao número de utilizadores que os usam. Na App, por outro lado, pode enviar uma mensagem diretamente para os seus clientes que, segundo os estudos, têm uma taxa de abertura de 97%. Em segundo lugar, a liberdade criativa nos meios sociais tem de cumprir com as regras de cada meio. Na sua App as regras são ditadas por si e a liberdade é total. A App pode (e deve) ser desenhada à imagem da sua empresa.

Por último, mas não menos importante, com uma App passa a ter informação sobre os seus clientes, padrões de consumo, tipo de promoções mais eficazes, etc. Terá acesso a um manancial de dados sobre os seus clientes que não consegue obter nas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

18 − 12 =