Projeto SEED: investigação em Empreendedorismo Social

Desde a Declaração de Estrasburgo, em Janeiro de 2014, a Comissão, os Estados-Membros e as regiões foram convidados a promover e reforçar a implementação de iniciativas de empreendedorismo social – nomeadamente as empresas sociais – e a educação nesses modelos de negócio, que podem equilibrar necessidades económicas, sociais, culturais e ambientais.

O ISQ – Instituto de Soldadura e Qualidade é uma entidade portuguesa privada e independente com 50 anos de atividade, que faz da Investigação e Desenvolvimento de Inovação uma vertente do seu dia-a-dia. É sob esta vertente que o ISQ está, neste momento, a participar num projeto Europeu ao abrigo do Programa ERASMUS+, pretendendo dar o seu contributo para o crescimento da nossa sociedade nesta matéria.

O projeto SEED: Joint Measures to Promote Social Entrepreneurship Education, desenvolvido entre Setembro de 2014 e Agosto de 2016 por entidades de cinco países – Letónia, Alemanha, Bélgica, Roménia e Portugal – vê no sector da Educação e Formação Profissional um papel importante para o desenvolvimento do Empreendedorismo Social, no sentido em que o desenvolvimento de conhecimentos e competências é crucial para que se responda ao repto lançado na Declaração de Estrasburgo. Este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de ações conjuntas para a promoção da educação em empreendedorismo social identificando e promovendo as melhores práticas de empresas sociais em diferentes países da UE; desenvolvendo um conjunto de materiais que formadores possam usar em ações de capacitação em empreendedorismo social; proporcionando uma troca de experiências através de mobilidades de aprendizagem para potenciais empreendedores sociais; e implementando atividades piloto com foco principal na promoção da formação de novos empreendedores sociais em todos os países parceiros.

Os resultados de pesquisas anteriores mostram que os formadores de adultos não estão preparados para formar novos empreendedores sociais ou realizar programas de formação de start-up de negócios sociais. A falta de conhecimento e compreensão do que é o empreendedorismo social é uma das principais lacunas identificadas pelos formadores de adultos, quando questionados sobre o porquê de haver uma pobre oferta de ações de capacitação voltadas para o desenvolvimento do empreendedorismo social. Ao mesmo tempo, estes formadores reconheceram o Empreendedorismo Social como fator importante nos dias de hoje e assinalaram que há uma necessidade de ajustarem a sua oferta a este sector.

Para melhor mapear a ligação entre a educação de adultos e o Empreendedorismo Social, criou-se um questionário dirigido a empreendedores sociais já estabelecidos. Este questionário está a ser aplicado simultaneamente nos países da parceria e dará origem a um relatório conjunto, a ser publicado após a recolha dos resultados.

______ Para aceder e responder ao questionário, cujo prazo de resposta termina no final de Fevereiro de 2015, clique aqui.

Os grupos-alvo deste projeto são formadores, centros de formação de adultos, ONGs, potenciais empreendedores sociais, start-ups de Empreendedorismo Social e Organizações que promovam o desenvolvimento do empreendedorismo social.

Entidades parceiras do projeto SEED:

ISQ (Instituto de Soldadura e Qualidade) – Organização Portuguesa privada e independente com 50 anos de atividade, que presta serviços de inspeção, ensaio, formação e consultoria técnica e com presença internacional em mais de 40 países.

ONG Zemgale – Entidade Letã promotora do projeto. ONG estabelecida desde 1998 com o objetivo de promover o desenvolvimento da sociedade civil. Atualmente funciona como um centro de recursos para mais de 600 ONGs. Implementam projetos nacionais e internacionais de voluntariado em cooperação com outras organizações Europeias, da Rússia, Jordânia e América Latina (Nicarágua e Brasil).

Soros Educational Center Foundation (SEC) – Entidade Romena cuja missão é promover uma sociedade aberta e o desenvolvimento da região através da educação e serviços relacionados. Oferece cursos de formação não-formal para diversos grupos-alvo, incluindo PMEs, ONGs e também elementos mais desfavorecidos da comunidade.

FTU ‘Association pour une Fondation Travail Université’ (Association for a Foundation Work-University) – Centro interdisciplinar Belga de pesquisa e de formação contínua estabelecido desde 1967 por iniciativa conjunta do Movimento de Trabalhadores Cristãos e as universidades de Louvain-La-Neuve (UCL) e Namur para promover a ligação estruturada entre o mundo do trabalho e o mundo académico.

ISIS – Instituto Alemão privado de investigação, formação e consultoria em ciências sociais fundado em 1991 e com sede em Frankfurt. As suas atividades estão essencialmente relacionadas com a sociedade civil e grupos populacionais vulneráveis, como jovens e idosos, migrantes, desempregados e pessoas com deficiência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

nineteen + ten =