5 dicas para ‘desligar’ do trabalho durante as férias

Foto de Dan Gold no Unsplash

A saúde mental começa a ganhar a relevância dentro das organizações e, por isso, é cada vez mais importante para empresas e profissionais respeitarem o tempo de descanso.

A capacidade para ‘desligar’ do trabalho varia de pessoa para pessoa, mas segundo um estudo da Randstad, a maioria dos profissionais (71,2%) diz serem necessários seis dias para desconectar-se totalmente do trabalho.

Para ajudar os profissionais a desligarem-se do trabalho durante as férias, a empresa de recursos humanos Randstad, propõe aos leitores do Empreendedor cinco dicas do que devem fazer:

1: Deixar o trabalho finalizado e coordenar as tarefas em curso – É importante que nos dias que antecedem o início das férias, todo o trabalho fique feito para que não lhe liguem enquanto descansa por algo que ficou por fazer. Coloque a par quem vai dar continuidade às tarefas em curso e o que é necessário fazer – ou quem contactar – durante a sua ausência. Atenção que isto deve servir para o ajudar e não para sobrecarregar um colega com trabalho que poderia ter sido feito por si.

2: Avise que o seu período de férias está prestes a começar e desligue as notificações antes de deixar o seu local de trabalho – Nunca é demais recordar as pessoas que trabalham consigo que se aproxima o seu período de férias. Não se esqueça também de ativar no email o ‘out of office’  (resposta automática) e desligar as notificações antes de deixar o seu local de trabalho, assim não terá a tentação de ficar agarrado ao telemóvel sempre que for notificado de um email ou de uma mensagem no Whatsapp, por exemplo.

3: Determine a sua disponibilidade durante as férias – No caso de tratar de algum tema de trabalho, agende os períodos em que isso acontece para evitar ser contactado em momentos de atividade com a família, por exemplo. Lembre-se que sentir-se obrigado a responder a emails fora do horário de trabalho (férias incluídas) pode ser prejudicial à sua saúde mental.

4: Descanse e dê atenção a quem está consigo durante as férias – Aproveite as férias para fazer algumas atividades ao ar livre, ao invés de ficar pelo sofá e TV, por exemplo, pois este ‘descanso ativo’ também irá fazer-lhe bem à mente e ao corpo. Quando chegar a hora das refeições deixe o telemóvel no bolso, assim será menos provável não dar a devida atenção a quem o acompanha e vai permitir que não exagere na sua ligação ao trabalho.

5: Recomeçar com calma – Antes do regresso ao trabalho, reserve um ou dois dias para recuperar das férias e começar com calma a mentalizar-se sobre os desafios que o esperam quando regressar ao trabalho. Assim irá conseguir fazer uma transição mais suave e verá que não irá custar tanto esta nova mudança.

“A nossa experiência mostra-nos que quem consegue realmente desligar durante as férias, acaba por ter um regresso ao trabalho muito positivo”, sublinha Mariana Canto e Castro, Diretora de Recursos Humanos da Randstad. “Além de mostrarem um maior nível de atividade, os profissionais conseguem também trazer ideias e planos novos, mostrando-se mais bem preparados para o futuro.”

“Aproveitar devidamente as férias também é importante para a nossa saúde mental, afinal o nosso cérebro precisa de outros estímulos e o nosso foco também deve ser as atividades (fora do trabalho) que mais gostamos de fazer, seja sozinhos ou acompanhados”, acrescenta Mariana Canto e Castro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

fourteen + 3 =