AccelerAction Une Ecossistemas Europeus de Inovação em Portugal com Apoio da Beta-i

Foto de AccelerAction

No âmbito do projeto AccelerAction, financiado pela Comissão Europeia, Portugal foi o ponto de encontro de startups da Áustria, França e Irlanda, promovendo um intercâmbio de conhecimento e networking. Este projeto visa equilibrar o ecossistema empreendedor europeu de DeepTech, com a consultora de inovação Beta-i a representar Portugal desde a sua integração no programa há dois anos.

De 25 a 26 de junho, a Beta-i organizou uma série de atividades que refletiram o ecossistema português de inovação, envolvendo corporates, especialistas, startups e investidores. O evento contou com as DeepTech Talks, com participação de especialistas da Agência Nacional de Inovação (ANI), Unbabel e Unicorn Factory Lisbon, promovendo momentos de aprendizagem e partilha de desafios e oportunidades.

A agenda incluiu também visitas aos escritórios da Unbabel e à Fábrica de Unicórnios, explorando a importância da colaboração para a inovação, oportunidades de investimento em Portugal e estratégias para estabelecer e expandir startups no país.

O programa AccelerAction está dividido em três fases: initiate, collab e grow. Inicialmente, foi realizada uma pesquisa intensiva para identificar as principais necessidades dos 27 países da União Europeia, com os resultados agregados numa plataforma desenvolvida pela Beta-i. Esta plataforma facilita a ligação entre desafios, soluções e pessoas. Na fase collab, eventos de mentoria peer-to-peer foram realizados para startups, investidores e gestores de aceleradoras e incubadoras. Atualmente, na fase grow, o foco está em aprofundar o intercâmbio presencial entre os ecossistemas de DeepTech dos países emergentes em inovação – Portugal, Roménia e Grécia – e os países mais desenvolvidos – Áustria, França e Irlanda.

“Ao longo destes dois anos, o AccelerAction tem demonstrado os benefícios da colaboração entre diferentes ecossistemas europeus, independentemente dos seus níveis de desenvolvimento”, afirma Tiago Marques, Innovation Consultant na Beta-i. “A Beta-i tem desempenhado um papel crucial no programa, incluindo no desenho da metodologia, proporcionando momentos gratificantes de troca de conhecimento e experiência entre pares”.

Com a participação de dez startups de seis países europeus, o AccelerAction continuará a sua missão de ligar os ecossistemas de inovação europeus através da partilha de experiências, desafios, oportunidades e conhecimento, com próximos eventos na Irlanda e na Grécia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

16 + 9 =