Beta-i entre os melhores laboratórios de inovação em fintech no mundo

Foto de Beta-i

Beta-i distinguida pela Global Finance como um dos melhores laboratórios de inovação em fintech no mundo. A consultora de inovação é a única portuguesa na lista de 2020.

No âmbito do estudo anual Best Financial Innovation Labs 2020, a revista norte-americana Global Finance voltou a destacar a consultora de inovação colaborativa Beta-i, pelo segundo ano consecutivo, como um dos 35 melhores centros de inovação em fintech no mundo.

A Beta-i, que é a única entidade portuguesa na lista, tem vindo a apoiar startups early stage através de programas de aceleração e a desenvolver projetos de inovação colaborativa entre grandes organizações e startups internacionais. Ao longo dos últimos cinco anos, gerou mais de 400 conexões com empreendedores digitais da área e contribuiu para o desenvolvimento de mais de 30 pilotos de projetos de fintech.

O ranking da Global Finance distinguiu 35 instituições de mais de 15 países, que regularmente identificam novas ferramentas para transformar o setor financeiro, contribuindo para desenvolver e implementar tecnologias que venham a melhorar o atendimento de clientes dos bancos B2B, aumentar lucros, melhorar a segurança e reduzir os custos de infraestrutura.

“A transformação e a inclusão digital no universo financeiro constituem grandes oportunidades de mercado, sobretudo após o cenário de pandemia. Por isso acreditamos estar bem posicionados para replicar a nossa experiência em novas geografias e promover novos modelos e conceitos de negócio na área financeira a nível global”, explica Pedro Rocha Vieira, CEO e cofundador da Beta-i.

Entre os projetos da consultora portuguesa, a decorrer a nível global, destaca-se o Laboratório de Inovação do Sistema de Pagamentos angolano, um programa de aceleração e incubação em Angola que visa torar mais acessíveis os serviços da banca angolana.

Destaca-se ainda o Protechting, programa de inovação colaborativa que acaba de finalizar a sua quarta edição e que apoia o desenvolvimento de projetos que contribuam para melhorar a proteção das pessoas em áreas como Healthtech, Insurtech e Fintech, colocando startups de todo o mundo a colaborar com empresas como o grupo chinês Fosun, a Fidelidade, o Hospital da Luz Learning Health, e o banco alemão Hauck & Aufhäuser.

Atualmente, a Beta-i tem 15 projetos de inovação colaborativa a decorrer, 80 países em colaboração, 26 pilotos em desenvolvimento e já recebeu 2000 propostas de startups em programas, desde janeiro 2020.

Recentemente a Beta-i alterou o foco de atividade, transformando-se numa consultora de inovação colaborativa com alcance global, que une grandes empresas com milhares de startups de todo o mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

thirteen − 8 =