BlueDot vence programa Women4Climate Lisboa

Foto de Women4Climate Lisboa

Selinay Filiz Parlak, cofundadora da BlueDot, um Airbnb de estações de carregamento para veículos elétricos, foi a vencedora do Women4Climate Lisboa, o programa internacional da rede C40 que durante os últimos oito meses esteve a apoiar empreendedoras na concretização dos seus projetos, alinhados com as prioridades de Lisboa Capital Verde 2020.

A Bluedot é uma plataforma que liga os proprietários de estações de recarga aos proprietários de carros elétricos permitindo a estes últimos localizá-las e fazer reservas e pagamentos ao mesmo tempo que permite que os proprietários das estações de recarga monetizem o carregador e possam gerir as receitas. A vencedora foi anunciada no final do Demo Day do Women4Climate Lisboa.

O Women4Climate é um programa internacional de capacitação, assente na disponibilização de um programa sistemático de mentoria, com o objetivo de apoiar  e inspirar mulheres a tornarem-se a próxima geração de líderes na área da ação climática e da sustentabilidade ambiental. A iniciativa chegou pela primeira vez a Portugal em plena Lisboa – Capital Verde Europeia 2020, pela mão da Câmara Municipal de Lisboa, enquadrada na C40 Cities – rede mundial de cidades comprometidas com a adoção de ações climáticas – para destacar o papel principal que as mulheres desempenham na defesa da ação climática nas cidades, e tendo como promotores a Startup Lisboa e a Casa do Impacto / SCML.

“O Women4Climate Lisboa foi uma experiência de enorme relevância, uma vez que toca em dois eixos fundamentais para o desenvolvimento do ecossistema empreendedor de Lisboa: por um lado, o empoderamento das mulheres empreendedoras, munindo-as de contactos e ferramentas que lhes permitem abrir portas para o desenvolvimento dos seus negócios e, por outro lado, o desenvolvimento de negócios focados num presente sustentável, tão necessário para o nosso futuro”, explica Miguel Fontes, diretor executivo da Startup Lisboa.

O programa recebeu mais de 90 candidaturas de mais de 20 países diferentes. Depois da fase de bootcamp, foram selecionados 15 projetos finalistas cujo foco de ação incidiu sobre os vetores de Combate às Alterações Climáticas, Mobilidade e Economia Circular. 60% destes projetos já tinham empresa constituída.

O programa teve a duração de oito meses, com início em maio, e contou com duas fases: a primeira fase, um bootcamp intensivo de sete dias, onde 25 projetos puderam criar, desenvolver e partilhar as suas ideias e negócios, com acesso a capacitação para a respetiva implementação, e uma segunda fase, para a qual foram selecionados 15 projetos, que consistiu num conjunto de sessões de capacitação e de mentoria dividido em três tipos de atividades: mentoria individual e personalizada, eventos de capacitação e eventos de comunidade e networking.

Selinay Parlak foi escolhida no Demo Day, entre as 20 empreendedoras que fizeram o seu pitch perante um júri, constituído por Miguel Fontes, diretor executivo da Startup Lisboa, Margarida Figueiredo, Diretora Municipal de Economia e Inovação da Câmara Municipal de Lisboa, Silvia Marcon Women4Climate Head da C40 Cities Climate Leadership, Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto, Maria João Rodrigues, Diretora Lisboa E-Nova e  Jwana Godinho, fundadora da It’s About Impact.

Para além de um prémio financeiro no montante de dez mil euros, a vencedora terá acesso direto à incubação na Casa do Impacto e ao seu programa de aceleração Rise e ainda, à possibilidade de implementar o seu projeto no Município de Lisboa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

19 − thirteen =