Campeonato mundial de startups universitárias abre candidaturas

Foto de javier trueba no Unsplash

Estão abertas as inscrições para a University Startups World Cup. A competição universitária que atrai startups inovadoras de todo o mundo é representada em Portugal pela Azores Startup Factory. A aceleradora é o country partner desta iniciativa e responsável por encontrar as 3 startup portuguesas que vão representar Portugal na maior competição de Startups universitárias do mundo.

Estão abertas até dia 23 de maio, as inscrições do Azores Startup Challange, o programa que vai selecionar os 3 representantes portugueses para a maior competição de startups universitárias do mundo. A iniciativa internacional conta anualmente com a participação de startups de mais de 40 países, num total de 600.000 mil empreendedores impactados ao longo das edições.

Este ano a fase final é organizada pela China, na cidade de Wenzhou, embora o evento decorra num formato 100% digital, devido às restrições impostas pela COVID-19. O programa é composto por diversos workshops e masterclass bem como acesso a uma grande rede de networking e feedback de especialistas. Os vencedores de cada uma das categorias em jogo recebem mil dólares, e o vencedor global levará o prémio de 15.000 dólares norte-americanos.

“Estas iniciativas internacionais são cada vez mais importantes para o desenvolvimento do ecossistema nacional português e é este o papel que a Azores Startup Factory quer ter em Portugal, ser a ponte de ligação à inovação tanto em Portugal como no estrangeiro”, sublinha Filipe Cordeiro, CEO da Azores Startup Factory.

A seleção dos representantes nacionais para a University Startups World Cup está a cargo da Azores Startup Factory, um estúdio de startup sediado, na ilha de São Miguel, nos Açores, que tem vindo a trabalhar de perto com a inovação dentro e fora de Portugal. Os requisitos para participação, são ter uma startup com pelo menos 2 cofundadores, sendo que pelo menos um deles esteja a frequentar o ensino superior ou tenha terminado há menos de 2 anos. Apenas podem participar startups que trabalhem, pelo menos, sobre um dos Objetivos para o Desenvolvimento da ONU.

A inscrição será feita através do website da Azores Startup Factory, onde os candidatos terão de submeter a sua candidatura através do preenchimento de algumas questões relativas à sua Startup. Serão selecionados 10 semifinalistas que passaram por um bootcamp de preparação à fase final, onde terão acesso a diversas formações e acompanhamento de mentores especialistas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

eight + 16 =