Colaboradores da Liberty aderem ao modelo de teletrabalho permanente

Imagem de FireFX por Pixabay

Para colocar em prática este ecossistema digital absoluto, a Liberty iniciou em 2020 um investimento de 100 milhões de euros em tecnologia, que será aplicado até 2024. Ao abrigo do novo modelo de organização digital, os colaboradores podem trabalhar a partir de qualquer ponto do país.

Terminado o período de consultas, 1.786 colaboradores da Liberty em Portugal, Espanha, Irlanda e Irlanda do Norte, ou seja, 99,2% do total, aderiram ao novo modelo de trabalho. O novo modelo de organização digital “Liberty Digital Way” foi apresentado aos dois mil colaboradores a 11 de março pelo CEO da Liberty Seguros no mercado Europeu, Juan Miguel Estallo, sob o slogan “Liberty, Best Place to Be”.

O novo modelo de organização digital faz parte de um projeto de transformação que a empresa começou a desenvolver e a implementar há dois anos, com o objetivo de se tornar a primeira companhia de seguros 100% digital e baseada na cloud pública na Europa, tendo contado com um investimento de 100 milhões de euros em tecnologia.

Tal como Juan Miguel Estallo explicou numa reunião com alguns jornalistas, esta quarta-feira, “estamos muito satisfeitos com a grande adesão que o novo modelo organizacional tem tido junto dos nossos colaboradores e com o progresso que representa no nosso plano estratégico. Após um intenso trabalho para implementar o projeto de transformação digital com todos os nossos stakeholders, sentimo-nos prontos para avançar para uma nova fase de futuro e construir alianças”.

Primeira grande seguradora digital

Além dos novos serviços da Liberty para clientes, mediadores e parceiros, um dos principais objetivos deste novo ecossistema digital é transformar a cultura organizacional da Liberty. Neste sentido, a empresa, não só procurou responder ao desejo de teletrabalho permanente, expresso por 93% dos colaboradores da empresa durante o confinamento, mas também concebeu um projeto de organização digital que se antecipou aos desafios de futuro.

Com o Liberty Digital Way, a partir de agora todos os colaboradores em Portugal, Espanha, Irlanda e Irlanda do Norte poderão mudar oficialmente o local de residência e começar a trabalhar a partir de qualquer ponto do seu país de origem.

Desta forma, os colaboradores que decidiram aderir ao modelo de trabalho remoto verão as suas condições de trabalho melhoradas ao receber 660 euros brutos por ano para cobrir despesas. Além disso, terão a possibilidade de se dirigirem às instalações da empresa, se necessário, para realizar atividades presenciais, até um máximo de dois dias por semana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

twelve + nine =