Como aumentar o tráfego no seu site ou blog

Existem dois tipos de tráfego na web: o natural, ou seja o tráfego que resulta das pessoas que procuram a sua página num motor de busca, e o tráfego pago que normalmente vem através de serviços de publicidade. Aqui apresentamos-lhe três passos simples para incrementar o tráfego natural, levando mais utilizadores aos seu site, sem que tenha de gastar dinheiro.

3 passos para aumentar o tráfego no seu site

1. Construa a sua página tendo em conta os motores de busca. nOs atuais serviços de blogue, ou templates de páginas, disponíveis online já têm uma arquitetura otimizada para os robôs dos motores de busca. Ou seja, estão configurados com navegação clara e obedecem rigorosamente às diretrizes HTML. Se construir a sua página de raiz, siga as regras para um bom site web site e configure uma estrutura clara que lhe permita estar bem ligado. Há, no entanto alguns truques que pode usar para melhorar ainda mais a probabilidade de ser encontrado pelos motores de busca. Por exemplo, usando no código de cada página as palavras-chave que definem o seu site.

O cuidado na escolha de ‘meta tags’ que descrevam corretamente o conteúdo de cada página web, irá recompensá-lo em cada pesquisa feita num motor de busca. Para isso identifique o ‘meta name title’ que melhor descreve cada página e não se esqueça: faça descrições diferentes para cada página. Lembre-se que é o título que irá aparecer na página de resultados de motores de busca.

Construa um ‘mapa do site’ para a sua página. Os ‘sitemaps’ são arquivos XML usados pelos motores de busca que descrevem a estrutura de página do site, isso ajuda os robôs dos motores de busca a pesquisar integralmente o seu site.

Uma outra ferramenta de programação importante é a exportação do seu conteúdo através de ‘feeds’ RSS. Os ‘feeds’ RSS são arquivos XML que usam uma estrutura básica ‘tag’ para descrever uma lista de itens, tais como notícias, artigos e outros. Tal como uma loja onde os produtos estão arrumados nas prateleiras por categorias, fica mais fácil, num simples relance, perceber o que a loja vende e onde procurar o que se pretende.

2. Otimize o conteúdo de cada páginanOtimizar cada página da web pode melhorar substancialmente a posição dessa página nos motores de busca. Certifique-se, por exemplo, de que o título de sua página web contêm as palavras-chave mais relevantes para o seu negócio. Tome nota que não é apenas o nome, mas exatamente o que faz.

Crie conteúdos úteis e interessantes, orientados para o seu público. Isso irá influenciar o seu site e a sua classificação nos motores de busca com um impacto superior a qualquer outro fator aqui discutido, porque se o seu publico gostar do site, vai voltar a clicar no seu link sempre que procurar algo relacionado nos motores de busca.

Pense nas palavras que terão mais probabilidade de serem utilizadas por alguém que procura o que você oferece. Utilizadores com mais experiência e conhecimento usam palavras-chave diferentes daqueles que pela primeira vez pesquisam o tópico. Ao identificar estas diferenças no comportamento de pesquisa e considerando-as na construção da sua lista de palavras de busca para as suas páginas poderá obter resultados muito positivos. Experimente misturar as palavras-chave de maneira a otimizar os resultados de busca.

Identifique as suas imagens com um texto curto mas descritivo. Lembre-se que muitos utilizadores pesquisam por imagens, se identificar as suas fotos como ‘imagem10.jpg‘ para si poderá fazer sentido, mas não é nenhuma informação que leve alguém a procura-la na Internet. Se decidir usar uma imagem como ‘link’, forneça informações claras no texto âncora.

O texto âncora é a informação que aparece na zona do URL onde o utilizador irá clicar para aceder à respetiva página. No documento HTML, este texto estará entre a ‘tag’, mas, numa qualquer página da Internet, poderá lê-lo na barra de endereço. Este texto permite o motor de busca e os utilizadores terem uma ideia prévia dos conteúdos da página, por isso vale a pena usá-lo como descrição da página a que remete. Através deste URL poderá perceber-se se é uma hiperligação interna (levando o utilizador para outra página dentro do site) ou externa (levando o utilizador para uma hiperligação fora do site). Em ambos os casos, um texto âncora claro e preciso ajuda a navegar e perceber a página em questão.

3. Leve as pessoas a recomendar o seu site nObter links para seu site e a partir de outras páginas é um dos fatores mais importantes e que contribuem para fazer subir a sua página e site no ranking dos motores de busca. O número de links externos para o seu site, normalmente chamado ‘backlinks’ e a qualidade deles é o fator que irá impulsionar o seu site e ‘page rank’ individual.

As ligações externas ou ‘referral’ são como que uma recomendação de um site para outro, que ajuda os seus clientes ou utilizadores a encontrar o seu site. Basicamente funciona quando alguém clica numa hiperligação para uma página num site diferente. Essa referência também pode assumir a forma de código colocado em outros sites, através de ‘banners’ ou outras campanhas de marketing específicas e, nesse sentido, resultar de uma forma de tráfego comercial. Mas há outras formas de conseguir recomendações sem ter de pagar por isso.

Começa logo por divulgar o seu site, colocando o link nos seus emails, cartões de visita e todos os panfletos, cartas e postais que enviar para os seus clientes. Mas evite o ‘spam’, ou seja, o envio de informação apelativa, repetitiva e inconveniente.nUtilize as redes sociais, tendo o cuidado de remeter para a sua página o assunto que referiu no comentário. Verifique se o cometário ao ser partilhado pelos outros utilizadores da rede social, mantém a referencia ao link da sua página.

Use também os sites focados na partilha de conteúdos que juntam consumidores com gostos e interesses semelhantes aos que partilha nos seus conteúdos. Ao procurar ser um participante ativo na comunidade onde se encontram os seus clientes, mais probabilidade tem conseguir que o link da sua página seja publicado em sites externos.

O número de hiperligações para o seu site a partir de outras páginas valorizam-no perante os motores de busca, da mesma forma que o número de referências em textos académicos valoriza o autor referido. Tenha em consideração, no entanto, que um uso abusivo também poderá impactar negativamente na sua reputação.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorRetrato de um Empreendedor – Nuno Silva
Próximo artigoLisboa de portas abertas
José Mendes
Jornalista e formador. Sou um entusiasta das relações humanas e interesso-me particularmente por questões de liderança e problemáticas organizacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

12 − ten =