Empreendedorismo feminino: Estados Unidos investem em talento português

Foto AWE/Lisbon

O programa de inovação “Academy for Women Entrepreneurs” – AWE, promovido pelos Estados Unidos, através da sua embaixada em Lisboa destina-se a premiar as mulheres portuguesas empreendedoras.

A iniciativa que está na sua segunda edição, quer promover a inovação levada a cabo pelas empresárias portuguesas e incentivar a cooperação entre as participantes no programa e empresas parceiras nos Estados Unidos. A participação é gratuita e as inscrições estão abertas até 22 de junho.

Depois de uma primeira edição, que reuniu mais de 400 candidaturas, oriundas de 19 distritos de Portugal, e alcançou um financiamento total de 30 000 dólares americanos, o objetivo da edição deste ano é reunir mais projetos, de diversas áreas, e aumentar o investimento em talento feminino nacional.

Segundo os promotores do programa, “Portugal é o sexto país do mundo com mais mulheres empresárias” pelo que a espectativa para a edição deste ano é a de que “reunirá mais projetos e o mercado português atrairá mais atenção internacional”.

Com efeito, segundo os resultados do Índice Mastercard de Mulheres Empreendedoras da Mastercard Portugal é o sexto país do mundo com mais mulheres empresárias (32,2%) e, segundo Penny Rechkemmer, conselheira para a Diplomacia Pública na Embaixada dos EUA, “As mulheres têm uma natureza geradora e multiplicadora. Sabemos que quando são empoderadas economicamente, reinvestem nas suas famílias e nas comunidades onde estão.”

“Os estudos dizem-nos que em Portugal foram gerados 25 000 empregos e registadas mais de 2 000 startups em 2021. É um mercado altamente aliciante, que atrairá mais atenção internacional”, explica a conselheira da Embaixada, acrescentando que “Através da AWE, queremos apoiar ainda mais projetos de empreendedorismo feminino em Portugal, contribuindo para a geração e multiplicação de oportunidades”.

O programa é uma iniciativa da Embaixada dos Estados Unidos da América (EUA) em Portugal, em parceria com a Drive Impact e o Impact Hub Lisbon e está aberto a candidaturas de mulheres portuguesas com qualquer tipo de projeto empreendedor. Os sectores da moda e da sustentabilidade estiveram em destaque na primeira edição da AWE, com dois dos três projetos vencedores a receberem um prémio de 20 000 dólares.

“Este ano, surge uma novidade no programa: um prémio de networking nos Estados Unidos. A connect2global comparticipa com a oportunidade a alguns projetos selecionados de poderem viajar para os EUA para desenvolverem ações de networking com empreendedoras e parceiros locais” afirma Catarina Miguel Martins, diretora da Drive Impact, entidade implementadora do programa.

Estão ainda previstas sessões de formação online, com a plataforma Dreambuilder, para construção do plano de negócios, mentorias especializadas e talks inspiracionais e técnicas. O anúncio dos projetos vencedores apoiados com investimento financeiro da Embaixada dos EUA está marcado para dezembro de 2022, numa cerimónia que inclui a apresentação ao vivo das empreendedoras participantes.

O programa da Academy for Women Entrepreneurs está presente em mais de 80 países, onde, apoia o desenvolvimento de negócios pensados e geridos por mulheres. As participantes passam a integrar a rede global Alumni, com acesso a especialistas e empreendedoras dos EUA e de outros países (Brasil, Espanha, Quénia, Filipinas e outros).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

six + 17 =