Europa investe em inovação tecnológica na Saúde

Foto de National Cancer Institute em Unsplash

EIT Health apela a gigantes tecnológicos e empresas apoio na nova iniciativa que visa abordar a crise de talentos nos cuidados de saúde. Lançada pelo EIT Health, a WorkInHealth Foundation pretende encontrar novos talentos que respondam ao crescimento da necessidade de força de trabalho digital que se fará sentir na próxima década na área da saúde.

O EIT Health é uma rede europeia de organizações e empresas com o foco na inovação na área da saúde e procura parceiros para um fundo de dois milhões de euros que visa ajudar a atrair novos colaboradores, melhorar o talento existente e tornar o setor da saúde mais atrativo para os recém-formados.

A rede da União Europeia lançou a WorkInHealth Foundation para responder aos receios de uma escassez de mão-de-obra tecnológica na próxima década no sector. Com efeito, a pandemia acelerou a transição para a IA, bem como para o desenvolvimento de empregos mais orientados para o uso dos dados e baseados em conhecimentos digitais. O EIT Health procura associar-se à indústria e aos gigantes tecnológicos numa iniciativa à escala europeia que garanta novos talentos e prepare o setor da saúde para as mudanças que vão ocorrer no futuro.

Formar novos profissionais em engenharias de saúde

Segundo um estudo da McKinsey, mais de 120.000 novos cargos poderão ser criados nos próximos dez anos, pois estima-se que 50% das atividades laborais existentes na indústria farmacêutica e cuidados de saúde se tornem automatizadas. Entretanto, na biotecnologia, as organizações estão a ter dificuldades em recrutar engenheiros de bioprocessos, engenheiros de automação e especialistas em ciência e tecnologia de fabrico. Apenas um terço das empresas do setor farmacêutico e cuidados de saúde lançaram esforços de requalificação e com um investimento médio muito inferior aos da Amazon ou da AT&T, que estão a gastar até 27 mil euros por trabalhador.

“Se a Europa pretende manter um setor de saúde vibrante e sustentável que possa liderar na inovação, temos de enfrentar o desafio de recrutar e educar os melhores talentos”, sublinha Celine Carrera, Diretora de Educação da EIT Health e presidente da WorkInHealth Foundation. “Vai ser preciso um esforço coletivo para desenvolver percursos de carreira flexíveis e emocionantes e encontrar os melhores talentos para os preencher”, explica.

“Vai ser preciso desenvolver carreiras flexíveis e emocionantes e encontrar os melhores talentos”

Celine Carrera

Com a WorkInHealth Foundation a EIT Health pretende criar uma plataforma alimentada por IA para combinar talento qualificado com empregos da indústria da saúde em toda a Europa. A fundação será ainda o motor para mobilizar o setor tecnológico e patrocinadores para angariar um fundo de dois milhões de euros para financiar as campanhas de atração de novos talentos e melhorar ou requalificar os talentos existentes à medida que a Europa se desloca para cuidados de saúde digitalmente focados.

Entre os patrocinadores desta iniciativa estão grandes empresas da área de equipamentos médicos, como a Sanofi, e gigantes tecnológicas como a Amazon, a Apple e a Microsoft.

Foto de Owen Beard em Unsplash

Os principais temas da WorkInHealth Foundation serão melhorar a imagem e a reputação do sector da saúde, tornar as carreiras no setor mais atrativas, ajudar as organizações a definir melhor as suas necessidades e entregar programas de educação e formação de qualificação e requalificação a profissionais e recém-formados.

Para Miguel Amador, Responsável do EIT Health InnoStars em Portugal, “É urgente, não só atrair, formar e reter mais profissionais de saúde, mas também garantir que o seu tempo seja despendido onde realmente acrescenta valor”.

“Um dos maiores desafios será formar profissionais com conhecimentos para interagir com a tecnologia e utilizar soluções de IA. Surgirão novas funções que liguem a ciência médica aos dados, e serão necessários técnicos especializados. Nesse sentido, queremos colmatar a lacuna de competências e reter talentos, partilhando conhecimentos e competências práticas da IA com centenas de especialistas em cuidados de saúde de forma a garantir o futuro e fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para que os profissionais de saúde se sintam reconhecidos e envolvidos com as tarefas do dia-a-dia.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

5 + 9 =