GrowIN Portugal é Incubadora Certificada StartUp Visa

Foto de GrowIN Portugal

A Agência Portuguesa para a Competitividade e Inovação, IAPMEI, credenciou a incubadora GrowIN Portugal como uma das entidades anfitriãs no Programa Português StartUP Visa, que busca atrair capacidade de investimento, talento e inovação para Portugal.

A GrowIN Portugal, que já faz parte da Rede Nacional de Incubadoras, RNI, está desde 2018 focada no desenvolvimento de novas maneiras de preencher a lacuna entre empresários não pertencentes à UE e o crescente ecossistema português de tecnologia e inovação. Neste contexto, a GrowIN Portugal construiu e lançou uma empresa como plataforma de serviço que permite a qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, configurar e gerenciar remotamente uma startup em Portugal.

“Sempre acreditei no enorme potencial de Portugal como pioneiro no desenvolvimento de um ecossistema único de tecnologia e inovação, onde mentes brilhantes de todo o mundo seriam bem-vindas a contribuir “, afirmou Anas El Arras, fundador e CEO da GrowIN Portugal.

O Programa Startup Visa busca fortalecer o ecossistema de inovação do país e afirmar o posicionamento de Portugal como um país aberto ao empreendedorismo e a qualquer pessoa com conhecimento e capacidade para contribuir para o desenvolvimento da economia do país.

De acordo com Anas El Arras, a GrowIN Portugal recebe diariamente expressões de interesse de empresários e startups de todo o mundo que desejam expandir seus negócios para Portugal. Com o credenciamento para o StartUp Visa, a GrowIN Portugal pretende agregar mais valor ao ecossistema português de tecnologia e inovação, alavancando o seu know-how internacional para atrair startups de fora da UE para o país.

Desde o início do Programa StartUP de vistos em 2018, jovens empresários de todo o mundo que desejam lançar startups inovadoras têm acesso rápido a uma autorização de residência que lhes concede o direito de criar ou mudar sua startup para Portugal.

Este programa é um dos mais inovadores a nível europeu para atrair talentos internacionais. Os empresários internacionais que desejam ter acesso ao visto de inicialização e obter uma autorização de residência devem usar a plataforma on-line do IAPMEI para enviar suas solicitações.

Para se candidatarem ao programa, os empresários internacionais devem demonstrar que pretendem desenvolver atividades de negócios para produzir serviços e soluções inovadoras; e comprometer-se a incorporar ou mudar a sua startup para Portugal. O seu projeto deva ainda demonstrar que possui o potencial de criar emprego qualificado; e ter potencial para atingir, três anos após o período de incubação, um lucro líquido de € 325.000 ou um volume de negócios de mais de € 500.000 por ano.

Em nota final, Anas El Arras declarou: “O governo português, nomeando a Startup Portugal, tomou medidas sem precedentes e investiu grandes esforços para posicionar Portugal como um hub para startups. Nos próximos meses, o GrowIN Portugal integrará sua empresa como uma plataforma de serviços com a residência eletrónica portuguesa para facilitar ainda mais os processos administrativos para empreendedores não portugueses “.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

sixteen − 7 =