Mário de Morais “Queremos Cimentar a Relação de Confiança com os Nossos Parceiros”

Na foto: Mário de Morais, responsável de Ride-hailing da Bolt em Portugal

A Bolt, a maior operadora europeia de mobilidade, introduziu uma nova funcionalidade que permite aos motoristas parceiros consultar os rendimentos líquidos obtidos na sua atividade. Até agora, os condutores só podiam ver os ganhos brutos, que ainda tinham de ser ajustados com comissões e deduções. Esta mudança visa promover a transparência nas operações da Bolt.

Segundo Mário de Morais, responsável de Ride-hailing da Bolt em Portugal, “do feedback que recolhemos diariamente nos nossos contactos com parceiros, o tópico dos rendimentos é muito debatido entre os motoristas. Assim, sentimos que dar prioridade a este tema contribui para cimentar a relação de confiança que queremos. Para nós, que queremos estimular o crescimento do setor em Portugal e na Europa, é importante que os parceiros que trabalham através da nossa aplicação se revejam no modo como conduzimos a nossa operação.”

Renato Rotband Mizrahy, operador de frota parceira, afirmou que “esta ferramenta é de facto relevante para qualquer pessoa que exerça atividade de motorista no setor TVDE. Com os custos e taxas que muitas vezes acrescem, pode ser complexo ter uma noção real e transparente do rendimento que a atividade nos proporciona, e por isso este tipo de iniciativa que a Bolt está a tomar é de louvar. Este é um bom passo para levar o setor em frente.”

De acordo com um estudo independente da Oliver Wyman comissionado pela Bolt, o setor de TVDE gerará, até 2030, 16 milhões de oportunidades de rendimento sustentado. Em Portugal, este impacto é particularmente visível em Lisboa e Porto, onde aproximadamente 9 em 10 motoristas que conduzem a tempo inteiro com as frotas parceiras auferem, ao final do mês, 15 a 20% mais do que o salário médio nacional, que em março deste ano o INE apontava situar-se à volta dos 1443€.

A Bolt começou a operar em Portugal em 2018 e, atualmente, o seu serviço TVDE cobre quase todo o território nacional. No que toca à micromobilidade, a empresa já está presente em 15 cidades com trotinetes e bicicletas elétricas. Outros serviços incluem a Bolt Food, disponível nas Grandes Lisboa, Porto, Braga e Coimbra, e a Bolt Market, um serviço de entrega de mercearias em 15 minutos, em Lisboa e no Porto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

five × 2 =