Networking: o poder empresarial

Como estabelecer relações profissionais e de negócios
Imagem de rawpixel por Pixabay

Certamente que já teve oportunidade de participar em eventos onde, no programa que é apresentado, aparece uma ‘palavra mágica’, que bem aplicada na prática, pode levar a potenciar o desenvolvimento de parcerias fantásticas e algumas com desbloqueadores de negócios incluído. 

Já descobriu qual é? Não, não é coffee break, embora reconheça que por vezes um estômago bem alimentado e aconchegado, pode contribuir para que o fortalecimento de relacionamentos empresariais ocorra de uma maneira mais simpática. Refiro-me ao networking! 

Exatamente! Algo que fazemos desde que o mundo é mundo, mas que agora parece ser uma coisa nova, na crista da onda, e que os que o utilizam são entendidos como mestres ou pessoas de fino trato.

Nada disso! O networking é uma arte, e como arte que é, precisa sempre de ser trabalhada, desenvolvida, aprimorada, embelezada (sem recorrer a nenhum género de artificialismos) e baseada em relacionamentos genuínos e transparentes.

O networking é também uma das mais importantes chaves para o sucesso empresarial e profissional de quem o sabe aplicar corretamente. Aplicar corretamente, não é mais de que usar esse poder para criar empatia com determinados interlocutores, para num dado momento perceber de que forma as empresas a médio prazo se podem conjugar numa parceria ganhadora e de valor para o mercado. 

Sabia que, para que algo seja denominado de parceria, as partes envolvidas nesse processo têm de sair ambas beneficiadas? Mas antes mesmo de avançar para falar com alguém, tendo como base uma premissa de negócio associada, precisa de conhecer a pessoa em causa, saber o que ela faz, interessar-se de forma séria pela sua área de negócio, oferecer a sua ajuda, se for caso disso, desenvolver uma relação baseada na confiança e só depois decidir se faz sentido criar uma relação comercial. Com relações duradouras pode, inclusive, gerar recomendações indiretas para ambos os lados. 

Fomente o poder do networking, de uma forma eficiente e prática sem nunca descurar o lado humano e emocional que o acompanha, para não ser entendido como um mercenário que só utiliza este poder com o objetivo de lucrar financeiramente. 

Networking é a arte de se falar com quem não se conhece, construindo uma relação duradoura, a partir do zero. Mas tenha em conta que para ela ser alimentada de uma forma credível, tem de existir honestidade por quem a pratica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

nine − nine =