Sonae IM lidera ronda de financiamento de 12 milhões de euros da Hackuity

Foto: equipa Hackuity

A Sonae IM liderou a ronda de investimento de 12 milhões de euros da Hackuity, uma startup francesa que desenvolveu um software para gestão de vulnerabilidades com base na análise de risco e prevenção de ciberataques.

Fundada por Patrick Ragaru e Pierre Polette, veteranos da Orange Cyberdefense, um dos principais players em segurança na Europa, a Hackuity disponibiliza uma plataforma que permite agregar e priorizar a remediação das fragilidades da empresa, para que estas não venham a ser exploradas em ciberataques.

“A Gestão de Vulnerabilidades, uma prática basilar em cibersegurança, tornou-se cada vez menos relevante ao longo dos anos, levando muitas organizações a ser notícia devido a ciberataques que poderiam e deveriam ter sido evitados”, afirma Patrick Ragaru, CEO e cofundador.

“Temos a missão de revolucionar esta prática e de permitir que as empresas quantifiquem e melhorem objetivamente a sua segurança. As organizações, sejam elas grandes ou pequenas, e onde quer que estejam, devem ser capazes de gerir os seus negócios com tranquilidade, sabendo que o seu estado de segurança é sólido e capaz de enfrentar serenamente as vagas incessantes de ciberataques que ocorrem por todo o mundo”.

A aceleração da transição das tradicionais infraestruturas de TI para ambientes cloud e híbridos, a natureza emergente de aplicações distribuídas e o crescimento da exposição digital das empresas, resultou num desafio significativo para as equipas de cibersegurança, seja das pequenas como das grandes organizações.

A complexidade exponencial dos novos ambientes virtualizados traduziu-se numa fragmentação incontrolável de ferramentas e processos de cibersegurança, o que dificulta consideravelmente a capacidade das empresas na identificação, priorização e remediação das vulnerabilidades que mais impactos podem ter no respetivo negócio.

“As atuais infraestruturas de TI, na cloud ou em outros meios, são enormes volumes de dados estruturados e não estruturados que os clientes não podem esperar compreender na totalidade. Os especialistas de cibersegurança claramente não conseguem acompanhar as inúmeras vulnerabilidades, de todas as naturezas, que afetam a estrutura digital das suas organizações”, diz Carlos Moreira da Silva, Partner da Sonae IM.

Com um mercado já estabelecido, a Hackuity irá agora acelerar a sua estratégia no sentido da expansão para os principais mercados internacionais e o reforço da equipa de engenharia, apostando na constante atualização, face à constante ameaça da “ciber-insegurança”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

2 × 2 =