Sustentabilidade no topo das prioridades dos CEOs

Foto de name_ gravity em Unsplash

Segundo uma pesquisa da IBM, 48% dos CEOs inquiridos dizem que a sustentabilidade é uma das suas prioridades de topo. Porém, mais de um terço (35%) indica as barreiras tecnológicas como os principais desafios para alcançar esse objetivo.

Um novo estudo do Institute for Business Value (IBV), unidade de pesquisa da IBM, revelou que a sustentabilidade está cada vez mais no topo das agendas das empresas, e que os CEOs a reconhecem como um imperativo de negócio e impulsionador de crescimento. No entanto, à medida que os CEOs enfrentam crescentes pressões do board e dos investidores, a falta de insights confiáveis está a dificultar a sua capacidade de ação.

O estudo anual do IBM IBV, Own your impact: Practical pathways to transformational sustainability, entrevistou mais de 3.000 CEOs em todo o mundo e concluiu que quase metade dos entrevistados classifica a sustentabilidade como uma das principais prioridades das suas organizações – um aumento de 37% em relação a 2021. No entanto, mais da metade (51%) também identifica a sustentabilidade como um dos seus maiores desafios nos próximos dois a três anos devido à falta de insights de dados, a um ROI pouco claro e a barreiras tecnológicas.

Apesar de 95% dos CEOs dizerem estar pelo menos numa fase piloto de implementação da sua estratégia de sustentabilidade, pouco menos de um quarto (23%) diz que está a implementar a sua estratégia de sustentabilidade em toda a organização.

Foto de Ryan Stone em Unsplash

“Os CEOs estão a liderar num dos ambientes mais complexos de todos os tempos, incluindo guerra, inflação, escassez de talento e a pandemia de COVID-19”, afirma John Granger, Senior Vice President, IBM Consulting. “Apesar destes desafios, não estão a desacelerar quando se trata de sustentabilidade, e, mais do que nunca, identificam-na como uma das suas principais prioridades. No entanto, muitos não compreendem completamente até que ponto os dados e a tecnologia podem preencher rapidamente a lacuna entre a estratégia e o seu impacto.”

Segundo o estudo, quase 70% dos CEOs entrevistados dizem estar diretamente envolvidos na definição da estratégia de sustentabilidade da sua organização e mais de 80% acredita que os investimentos em sustentabilidade da sua empresa irão criar melhores resultados de negócio nos próximos cinco anos.

A pressão está a aumentar por parte de todos os stakeholders mas a falta de insights a partir dos dados e barreiras tecnológicas estão a comprometer os resultados. Segundo os CEOs, a maior pressão que recebem provém dos membros do board (72%), seguidos pelos investidores (57%), parceiros do ecossistema (49%), reguladores (49%) e governo (46%).

Quase 60% dos entrevistados identificam a pouca clareza do ROI e dos benefícios económicos como um dos principais desafios para atingir os objetivos de sustentabilidade, seguidos pela falta de insights a partir dos dados (44%) e pelas barreiras regulamentares (43%).

35% dos inquiridos também identifica barreiras tecnológicas para a implementação da sustentabilidade na sua organização.

Para este estudo o IBM Institute for Business Value entrevistou 3.000 CEOs de 43 localizações e 28 indústrias. As entrevistas centraram-se nas perspetivas dos participantes sobre liderança; nas responsabilidades e expetativas do negócio; e na sustentabilidade, incluindo tendências, desafios e ações realizadas, oportunidades e visões para o futuro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

3 × 1 =