Theneo vence competição de startups da Web Summit

Ana Robakidze, fundadora da Theneo (foto de Web Summit)

A startup georgiana de Inteligência Artificial (IA) Theneo venceu o concurso de PITCH deste ano. A competição decorre anualmente durante cada edição da Web Summit, este ano a Theneo derrotou 105 startups rivais nas várias fases de grupos da competição.

O concurso PITCH, é uma competição de startups da Web Summit, em parceria com a Siemens. O concurso reúne startups em estágio inicial para uma batalha ao vivo no palco. 105 das 2.296 startups expositoras no Web Summit competiram nas diferentes fases de grupo do PITCH.

A final, decorreu no Palco Central do Web Summit, esta tarde, e coroou a Theneo como vencedora de 2022. O pódio completou-se com a Biome Diagnostics, uma startup de tecnologia médica e farmacêutica da Áustria, que alcançou o terceiro lugar e a Gataca, uma startup de soluções de software empresarial da Espanha premiada na terceira posição.

Theneo é uma plataforma de IA que permite aos utilizadores importar coleções de API, arrastar e soltar solicitações e convertê-las em uma variedade de linguagens de programação. Enquanto ferramenta de API, a Theneo é projetada para ser acessível a todos os profissionais das empresas clientes, desde programadores até membros não técnicos da equipa.

“O engraçado é que, no ano passado, não entrámos na competição PITCH. Eu estava a assistir como participante e disse: ‘Um dia, quero estar lá no palco’. Eu não esperava chegar às semifinais este ano, mas aconteceu, e depois as finais. Parece surreal”, disse Ana Robakidze, fundadora e CEO da Theneo.

A Theneo contraria a tendência dos últimos três anos, durante os quais os vencedores do PITCH – Smartex, Lalibela Global-Networks e Nutrix – eram todos startups de tecnologia médica.

“Somos a primeira empresa georgiana a chegar tão longe em qualquer tipo de grande competição de startups. Então, sinto que está além de mim ou da minha empresa. Também representa muito para o meu país. Infelizmente, poucas pessoas conhecem o ecossistema de startups na Geórgia. Há tantas startups ótimas e sinto que também as estou representando.”

Embora o prémio não tenha valor monetário a vencedora do PITCH do ano passado, a Smartex – uma empresa de tecnologia médica do Porto – revelou no palco da Web Summit, ontem, que levantou 25 milhões de dólares numa rodada de financiamento da Série A no último ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

16 + 4 =