Tourism Explorers escolhe as melhores ideias para o sector do turismo

Concluída a 20 de Julho, na Porto Business School, a primeira fase do Tourism Explorers deixou todos os participantes satisfeitos com os resultados obtidos. O Tourism Explorers é um programa nacional de criação e aceleração de novas startups na área do Turismo, que decorre em 12 cidades.

Durante uma semana, as equipas trabalharam oito desafios estratégicos do sector do turismo: valorização do território, sazonalidade, desconcentração da procura, experiências distintivas, desenvolvimento de sinergias, digitalização da oferta turística, digitalização dos operadores e sustentabilidade.

O resultado deste trabalho, seguindo a metodologia e as ferramentas da Fábrica de Startups, foi apresentado na Grande Final de Ideação. Conseguiu-se identificar as principais necessidades de segmentos de clientes e desenvolver dezenas de soluções inovadoras.

As soluções apresentadas na Grande Final de Ideação propõem-se a tirar partido dos activos turísticos de Portugal, abrangendo vários aspectos desta actividade essencial para o país: alargar a actividade turística a todo o ano e a todo o país, atraindo turistas de outros países; proporcionar experiências distintivas aos diferentes segmentos de mercado; criar sinergias entre as indústrias criativas e o turismo; aplicar tecnologias digitais para melhorar a oferta; utilizar a digitalização para aumentar a produtividade das empresas turísticas; e assegurar a sustentabilidade do património e dos agentes de turismo.

nFilipe Araújo, vereador da Câmara Municipal do Porto com o pelouro de Inovação e Ambiente, Tiago Ribeiro, B2B Marketing e Pre-Sales Director da NOS, e António Lucena de Faria, CEO da Fábrica de Startups, debateram o empreendedorismo como motor de dinamização da economia. O painel falou especificamente desta área no caso da cidade do Porto.

Para Filipe Araújo, o Turismo é hoje algo fascinante e muito bom para o Porto. ‘Coloca grandes desafios às cidades. Precisamos de ideias novas, que permitam a sustentabilidade dos projectos e das cidades. E para garantir isso precisamos de pensar fora da caixa, porque todos precisamos de coisas que vêm para ajudar a gerir cidades, ou seja, o quotidiano de todos.’

Força imparávelnAntónio Lucena de Faria sublinhou que o fenómeno do empreendedorismo continuará a desenvolver-se. ‘Vai haver uma nova vaga, com a possibilidade de as pessoas terem um emprego e, ao mesmo tempo, o seu próprio projecto. Isso vai acontecer em Portugal à semelhança do que está a acontecer noutros países. O empreendedorismo é imparável, verdadeiramente uma revolução. E é nestes momentos de grandes mudanças que aparecem grandes oportunidades. A nossa missão é garantir a sustentabilidade destes projectos que estão a nascer com o Tourism Explorers, não só na cidade do Porto, mas em todo o país.’

Parcerias especializadasnNa sua intervenção, Tiago Ribeiro explicou por que é que a NOS faz questão de apoiar projectos como o Tourism Explorers. ‘Posicionamo-no como parceiros de transformação com os nossos clientes. Mas fazer esta transformação não é linear. Somos um parceiro que tem responsabilidade para gerir as melhores plataformas, mas essas plataformas não têm propósito se não tiverem algo em cima delas que resolva problemas.’ Por isso, a empresa investe em parcerias especializadas. ‘Apostamos em rodear-nos de entidades que tenham capacidade e disponibilidade, que conheçam e sejam especializadas na resolução de dores particulares. E assim conseguimos ajudar outros parceiros a criar as condições para que possam transformar a sua ideia em algo concreto.’

Sobre o Tourism ExplorersnO Tourism Explorers é um programa composto por duas fases: Ideação e Aceleração. Na primeira fase, de ideação, foram criadas novas soluções por pessoas interessadas em desenvolver projetos relacionados com o turismo, baseando-se nos desafios estratégicos do setor. Na fase seguinte, a Aceleração, entre 6 de setembro e 18 de outubro, equipas com projetos relacionados com o turismo testam e validam os modelos de negócio. A final nacional de aceleração acontece no dia 23 de outubro, na Startup Braga. Inclui a apresentação dos projetos vencedores das 12 cidades e a seleção do grande vencedor nacional.

Este programa de criação e aceleração de novas startups aponta para a área do turismo, contando com a colaboração de várias entidades ligadas ao empreendedorismo: Porto Business School, Startup Braga, CEI – Centro de Empresas Inovadoras, TagusValley, ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo e Startup Angra. As Escolas de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo, Coimbra, Caldas da Rainha, Setúbal e Faro também se associaram ao programa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

16 − fourteen =