50 dicas para o ajudar a superar o medo de falar em público

Falar em público é uma tarefa necessária ao longo da vida de muitas pessoas. A grande maioria das pessoas tem dificuldade em falar em público e mesmo alguns alguns profissionais entram em pânico só de pensar em discursar diante de uma plateia, ainda que pequena.

Para superar os seus medos preparamos esta excelente lista 50 dicas:

1. Aceita o medo, é normal. É considerado o medo nº1, mais do que morrer. Curiosamente, na origem, está na mesma relacionado com o medo de morrer (depois posso explicar).

2. Conhece a tua audiência: quem são, o que procuram, quais as suas ‘dores’ e quais as ‘campainhas’ que os fazem ficar atentos e ter ‘um brilho nos olhos’.

3. Define a tua intervenção numa frase: ‘no final eu quero que eles se recordem de…’.

4. Normalmente mais é menos (vai ao essencial).

5. Temos dois hemisférios, pelo que é importante não só passar informação mas contar histórias, recorrer a música, vídeos, etc.

6. Sorri! Faz-te bem a ti e influencia a tua audiência através do mecanismo básico dos neurónios-espelho.

7. Treina, treina, treina…

8. Antes de começares, tenta estar sozinho 5 minutos em silêncio apenas a respirar profundamente (respira pela barriga, acalma).

9. Antes de começares, coloca a tua intenção no que vais fazer, ou seja, mentalmente pensa (novamente) ‘no final quero que saiam com esta ideia daqui’.

10. Começa com algo que estimule a atenção (ex. vídeo, música, quizz, etc.).

11. Usa o humor, se estiveres confortável com isso. Quando? No início e depois de 10 em 10 minutos, pelo menos na primeira hora. Caso contrário os cérebros ‘desligam’.

12. Se usares um suporte tipo powerpoint recorre a imagens e poucas palavras. Deixa espaço vazio, para respirar.

13. Olha nos olhos das pessoas e procura ligar-te com elas (não te ponhas a ler slides. elas lêem mais rápido que tu. ou discursos escritos. elas estão lá para te ouvir falar, não recitar).

14. Conta histórias tuas, que te venham de dentro, do coração.

15. Respira…

16. Ao início tem calma, não fales muito rápido (vais ficar com a ideia que não mas o stress vai-te fazer acelerar).

17. Bebe água e tem uma garrafa perto de ti: o stress seca a boca.

18. Se fores usar material (pc, colunas, ponteiro, etc), testa sempre antes.

19. Usa o silêncio a teu favor. Ao início é difícil mas faz pausas e olha nos olhos das pessoas. Se sorrires melhor.

20. ‘What’s in it for me’: lembra-te disto que é essencial. As pessoas vão sempre pensar ‘o que é que eu ganho com isto que estou a ouvir?’ -> faz essa ponte entre o teu mundo e o deles (o que implica investigares antecipadamente quem são).

21. Faz sínteses parciais.

22. Faz uma síntese no final.

23. Envolve as pessoas: faz questões, jogos, etc.

24. Usa a humildade como um ponto forte: não sabes, assume. Disponibiliza-te a investigar.

25. NUNCA ultrapasses o tempo. As pessoas preferem terminar antes do que depois.

26. ‘Hara Hachi Bu’: vale mais deixares as pessoas a querer mais do que ‘atoladas’ com a cabeça cheia de coisas.

27. NUNCA te escondas atrás de um palanque. Enfrenta o medo e vai para a frente do palco ou da mesa, se for o caso.

28. Se te enganares… acontece. Segue em frente .

29. Mantém-te PRESENTE.

30. Respira…

31. ‘Expect nothing, prepare for everything’: faz um plano/estrutura da apresentação mas mantém-te flexível sobre o desenrolar da mesa.

32. Não caias na tentação autista: vai tomando o ‘pulso’ à linguagem corporal das pessoas.

33. DIVERTE-TE!

34. ‘This too, shall pass’: corra muito bem ou muito mal, passará e no final do dia vais estar no quentinho da tua casa.

35. Vê palestras online (no TED, Ignite, Pecha Kutcha, etc.) e aprende com os melhores.

36. Aceita que nunca conseguirás chegar a toda a gente. Até o Obama teve perto de 50% de pessoas que não votaram nele.

37. Se alguém estiver distraído a falar com o colega, movimenta-te lentamente para essa zona da sala.

38. Se vires que começa a haver barulho na sala, começa a falar gradualmente mais baixo.

39. Fala com ritmo (és quem vai à frente a marcá-lo, lembra-te).

40. Fala com paixão.

41. Movimenta-te pela sala de forma harmoniosa.

42. Se te der uma ‘branca’, assume como natural e passa à frente.

43. Se houver alguém a falar antes de ti, tenta fazer pontos de contacto (ex. como disse há pouco o x…).

44. Respira… 🙂

45. Se usares slides, tem muita atenção ao design: bonito e simples fica sempre bem.

46. Se usares materiais de outros (ex. exercícios), honra-os, referenciando os autores.

47. Procura pessoas com ‘brilhozinhos nos olhos’ e ‘alimenta-te’ dessas.

48. Lembra-te que só custa o início: depois passa num instante, basta seguires o ‘flow’.

49. Dá o teu melhor pois assim nunca tens nada sobre que te arrepender. Mesmo que corra mal servirá de aprendizagem e, nesse sentido, foi o melhor!

50. Ah… e não sei se já disse mas não te esqueças de respirar (e sorrir também)! 😉

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

1 × two =