A conversão de negócios em franchising

Uma outra forma de ajustar as franquias ao mercado prende-se com a ampliação da oferta e do perfil do franchisado, apostando em mais modelos de franchising (por exemplo, com a introdução de modelos mais reduzidos ao nível da atuação ou das condições financeiras praticáveis) ou criando um modelo de conversão de negócios, em que o perfil desejado do franchisado passa a ser o de um profissional que já atue na área e que percecione um valor acrescentado para passar a atuar como franchisado da rede.

Este modelo de conversão traz benefícios para o franchisador, na medida em que minimiza o risco de adequação do novo franchisado, pois passará a contar na rede com um parceiro que tem comprovada experiência técnica e de gestão, na condução do seu negócio anterior, permitindo também ampliar significativamente o número de unidades, nomeadamente com um trabalho comercial personalizado ao target em questão.

Por outro lado, há que ter em conta que é importante preparar um conjunto de mais-valias claramente identificadas na adesão à marca, pois de outra forma este potencial franchisado preferirá não correr riscos ou ter custos de mudança associados à mudança da sua identidade. Este processo comercial precisa por isso de ser detalhado ao pormenor, sempre tendo em atenção que normalmente há vícios de experiências profissionais passadas que tendemos a refletir na nossa vida profissional futura, fator que interessa minimizar no caso de uma franquia, pela necessidade de procedimentos standard na rede.

Para o candidato a franchisado, por norma o interesse na conversão só é despertado se existirem claras mais-valias na adesão a uma marca (ao nível da imagem, processos, marketing, ferramentas, entre outros) e se essas mais-valias sustentam o investimento financeiro nessa mudança, pelo que a abordagem a atuais franchisados é aconselhada no sentido de avaliar a oportunidade. É também aconselhado um estudo rigoroso ao nível do potencial aumento das vendas esperado, face aos custos iniciais e ao longo do Contrato de Franchising, devendo ser levado em conta que o poder de atuação e direção do negócio passa a ter de obedecer a regras específicas associadas à gestão da rede.

O franchising de conversão, modelo a que tantas marcas se ajustaram, representa por isso já uma importante fatia das franquias nacionais, permitindo o crescimento de empresas e negócios que, de outra forma, não conseguiriam crescer.

Avalie se tem o perfil certo para fazer parte de uma rede de franchising, avalie se a marca que escolheu lhe transmite a confiança que precisa e reconheça que não há formas milagrosas e que o seu trabalho é que fará a diferença!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

five + eleven =