Barómetro Investors Portugal: “Investidores em Early Stage Insatisfeitos com Políticas Públicas”

Lurdes Gramaxo, presidente da Associação de investidores em Early Stage, Investors Portugal
Na foto: Lurdes Gramaxo, presidente da Investors Portugal

O “Barómetro do Investimento Early Stage 2023”, realizado pela Associação Portuguesa dos Investidores em Early Stage – Investors Portugal, revela que oito em cada dez (79%) investidores portugueses em early stage estão insatisfeitos com as políticas públicas para o setor. Desses, 21% avaliam muito negativamente a evolução dessas medidas.

A insatisfação dos investidores vem acompanhada de sugestões de melhoria, destacando-se o apelo ao reforço das medidas de apoio às startups, eliminação de bloqueios burocráticos que dificultam o investimento e a criação de mais iniciativas de financiamento e benefícios fiscais para investidores em early stage, especialmente Business Angels e veículos de investimento.

“Este barómetro permite-nos obter uma visão panorâmica do mercado e conhecer a realidade e as opiniões dos atores deste ecossistema, o que é fundamental para que possamos influenciar positivamente este setor”, afirma a presidente da Investors Portugal, Lurdes Gramaxo. “Os resultados deste levantamento, pioneiro no país, indicam que o mercado de investimento em early stage em Portugal tem arrefecido em linha com os ecossistemas mais desenvolvidos do mundo”.

Lurdes Gramaxo, presidente da Investors Portugal, aponta também que a maioria dos investidores observou uma evolução negativa no mercado português nos últimos seis meses de 2023, com uma avaliação negativa do volume de capital investido no segundo semestre.

Em relação às expectativas para o primeiro semestre de 2024, o estudo revelou que 53% dos investidores estão mais otimistas quanto ao volume e à quantidade de novos investimentos, mas mais de dois terços (68%) esperam dificuldades no levantamento de novas rondas de capital para as startups já investidas. Além disso, 58% preveem uma evolução negativa nas oportunidades de saída (‘exits’) no primeiro semestre de 2024.

O barómetro baseia-se num inquérito realizado junto de uma amostra de investidores em Early Stage que representa cerca de 25% do ecossistema de investimento em Portugal, conduzido entre outubro e dezembro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

16 − fifteen =