CodingLibra a nova Startup no ecossistema de Blockchain

Jaime Ferreira, Managing Partner da CodingLibra
Foto de CodingLibra

A CodingLibra acaba de lançar-se no mercado para oferecer soluções Blockchain às empresas com serviços como o desenvolvimento de software, integração, custódia, liquidez e regulação para ativos digitais como Criptomoedas, Stablecoins outros ativos financeiros digitais descentralizados.

Na sua estreia, a CodingLibra lança um Cofre Digital Blockchain, que é uma aplicação web e app para o armazenamento, consulta, movimento e autorizações de transações seguras de ativos digitais de Criptomoedas. Para além de Portugal, a CodingLibra pretende criar Cofres Digitais na Europa e em países emergentes para tornar os serviços financeiros mais acessíveis e com taxas mais reduzidas.

Apesar do contexto económico e social não ser o mais favorável para a criação de novas empresas, “a pandemia criou um ambiente propício para uma maior digitalização de processos nas empresas bem como uma maior adoção das Criptomoedas”, explica Jaime Ferreira, que com Artur Goulão, fundou em 2020 a CodingLibra.

Com um modelo de negócio B2B e enfoque nas empresas que necessitam de transacionar ativos financeiros puramente digitais, a CodingLibra propõe soluções para transferências de dinheiro, pagamentos e segurança, recorrendo a moedas digitais em alternativa às moedas fiduciárias tradicionais, cujas transações, especialmente em países em desenvolvimento, são dispendiosas, inseguras e demoradas.

Com base na tecnologia Blockchain, a CodingLibra aponta as Criptomoedas como solução para investimentos e transferências de ativos digitais das empresas, especialmente as Stablecoins, moedas digitais, como a Libra, do Facebook, que apresentam menos volatilidade de preço que as Criptomoedas tradicionais.

“A utilização crescente a nível mundial na utilização de Stablecoins e o pleno lançamento da iniciativa Libra liderado pelo Facebook irão criar uma adoção crescente e, numa segunda fase, uma adoção muito significativa por parte dos consumidores às moedas digitais e à sua utilização. Nós queremos estar no centro desta disrupção”, avança Jaime Ferreira, Managing Partner da CodingLibra.

“As Stablecoins são ativos muito atrativos para o investimento, transferências internacionais, poupanças e irão facilitar as interações financeiras de empresas e pessoas, que veem resolvidos muitos dos inconvenientes atuais, tais como as taxas e comissões elevadas ou o tempo muito moroso de transferências, sublinha Jaime Ferreira.

Com o Cofre Digital Blockchain a CodingLibra propõe-se apostar nos mercados emergentes, onde a ineficiência da cadeia de valor dos processos financeiros é uma constante, e onde as projeções de mercado são muito favoráveis a este setor de atuação. “Ambicionamos ser o principal fornecedor institucional de serviços de custódia e liquidez em Portugal e nos Países Emergentes, e o maior fornecedor de tecnologia Blockchain em vários países emergentes” sublinha Jaime Ferreira.

Vantagens económicas e impacto social dasCriptomoedas

“Para além dos avanços tecnológicos, em fase de forte crescimento no sector bancário tradicional, tais como o aparecimento de diversas Fintechs e neobanks, a adoção de Criptomoedas no mundo corporativo – e também pessoal – irá ter um impacto imensurável na vida de todos nós” frisa Jaime Ferreira.

A utilização de Stablecoins, como a Libra, e o seu envio, sem custos, para qualquer utilizador em qualquer parte do mundo a partir das redes sociais como o Facebook, Instagram e Whatsapp (todas detidas pela gigante tecnológica), através das quais poderá comprar e guardar estas Criptomoedas e ainda fazer pagamentos.

A estabilidade do valor destes ativos e a facilidade no acesso e transações irão levar à adoção das Criptomoedas pelos consumidores, com fins comerciais, de investimento e de remessas internacionais para familiares, contribuindo para a “inclusão financeira mundial”, ou seja: “a oportunidade de qualquer pessoa ou empresa do mundo poder efetuar transferências, compras e investimentos com taxas significativamente mais reduzidas, de forma instantânea para qualquer parte do mundo, desde que tenha acesso à internet” será um fator de mudança de comportamento dos investidores, esclarece Jaime Ferreira.

“Portugal não pode estar fora desta revolução e implementarmos esse know-how foi mais uma das razões para a criação da CodingLibra”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

17 − 15 =