Comércio online cresce 3% no segundo trimestre de 2021

Foto de Matthew Kwong no Unsplash

Comércio online consolida crescimento com receitas digitais globais a aumentarem 3% face ao segundo semestre de 2020, período marcado por um acentuado crescimento devido a medidas de confinamento decretadas pelos governos. Segundo dados da Salesforce o tráfego online aumentou (8%), porém o gasto médio dos consumidores online diminuiu (-5%).

O relatório Shopping Index que avalia o comportamento dos consumidores e dos lojistas no mundo digital divulgou os dados referentes ao segundo trimestre de 2021, as principais conclusões demonstram um aumento no tráfego online (8%) traduzido num aumento das receitas globais em e-commerce (3%).

Ao contrário dos primeiros três meses deste ano, a média de gasto online dos consumidores decresceu (-5%), apesar do aumento de tráfego online. Ainda assim o trimestre fechou a crescer face ao período homólogo que tinha assistido a um aumento de 75%, impulsionado pelas medidas de confinamento devido à pandemia, que obrigaram ao fecho de grande parte do retalho físico.

A pesquisa, realizada para a Salesforce, empresa tecnológica multinacional líder em Customer Relationship Management (CRM), analisou os dados de mais de mil milhões de compradores, recolhidos no segundo trimestre de 2021. Os números revelam que a pandemia e os encerramentos de lojas físicas, em resultado dos confinamentos, impulsionaram o crescimento do comércio eletrónico ao longo do último ano. A reabertura e a lenta normalização da atividade comercial registada no segundo trimestre de 2021 contribuíram para um crescimento mais lento do comércio online.

 “O segundo trimestre de 2020 foi fortemente marcado pelas medidas de confinamento na tentativa de travar a pandemia causada pelo novo coronavírus, o que demonstrou um enorme salto do comércio digital superior a 70%. Agora o momento é diferente, pelo que temos de olhar para este crescimento de 3% partindo da base de um enorme crescimento passado, ou seja, como uma continuação e consolidação da importância do online nas vendas de todo o comércio”, explica Fernando Braz, Country Leader da Salesforce em Portugal.

As categorias de produto que obtiveram um maior crescimento no segundo trimestre de 2021 quando comparadas ao período homólogo de 2020, foram nos Artigos de Luxo (43%), Malas de Viagem (22%) e Malas de Senhora de Luxo (17%). Já as mais penalizadas no comércio online, pela reabertura das lojas físicas foram as de Produtos de Beleza e Cabelo (-36%), Comida e Bebidas (-21%) e Beleza e Maquilhagem (-19%), todas com uma redução quando comparadas com os valores de vendas online no segundo trimestre de 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

three × one =