Ernst & Young revela que Portugal vai ficar mais atrativo para investidores

A Ernst & Young revelou que Portugal vai ficar mais atrativo para investidores estrangeiros em 2015, 2016 e 2017. Na edição de 2014 do Attractiveness Survey, 67% das 200 empresas inquiridas considera que a atratividade do país enquanto destino de Investimento Direto Estrangeiro (IDE) vai melhorar nos próximos três anos.

Esta edição veio demonstrar também que há mais vontade de investir, dado que 54 das empresas inquiridas têm planos de investimento em Portugal a curto prazo. A maioria destes investimentos estão relacionados com a expansão de operações já existentes, mas também novos projectos surgirão, ligados sobretudo à indústria transformadora.

O estudo revelou ainda alguns pormenores interessantes, como por exemplo o facto de que a perceção da atratividade está mais associada às cidades com maior reconhecimento internacional, do que às condições, recursos e competências concretas de cada região. Neste sentido, Lisboa foi considerada a região mais atrativa para o investimento estrangeiro.

Quanto às atividades em que Portugal pode conseguir atrair mais investimento, destacam-se aquelas que se relacionam com a Investigação & Desenvolvimento (I&D) e com a indústria transformadora – com 45% das respostas -, seguidas dos centros logísticos (37%).

O Attractiveness Survey baseia-se nos resultados de um inquérito a 200 empresas estrangeiras, das quais 85 não têm atividade em Portugal. A amostra tem uma distribuição geográfica e setorial alinhada com o histórico de investimento estrangeiro em Portugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

19 − seven =