Feedzai atribui prémio de Excelência Académica

Fernando Mendes, aluno do Mestrado de Engenharia Informática da Universidade do Minho, e Catarina Maçãs, aluna do Programa Doutoral em Ciências e Tecnologias da Informação da Universidade de Coimbra, são os vencedores da primeira edição do prémio de Excelência Académica lançado pela Feedzai. A empresa portuguesa é uma das mais bem-sucedidas empresas mundiais a operar nas áreas de machine learning e big-data para deteção de fraude em tempo real.

Chamado ‘Feedzai Award for Academic Excellence and Grit‘, a iniciativa pretende premiar os estudantes se destacam, quer pela sua performance académica, quer pelo desenvolvimento de projetos relevantes, ou contribuições decisivas para a indústria de open-source, e que fazem deles um exemplo para os seus pares.

Segundo Paulo Marques, cofundador e CTO da Feedzai, ‘Valorizamos não só a excelência académica, mas pessoas que dão contribuições reais e podem servir como modelos para os outros. Essa valorização pretende abranger todo o espectro de ensino académico tecnológico e incluir tanto homens como mulheres, cujo peso na indústria tem aumentado significativamente’.

O prémio destina-se a estudantes de Mestrado de Engenharia Informática e áreas relacionadas, e inclui a oferta de um ano letivo de propinas. A seleção de candidatos é feita por um Comité de Docentes dos Departamentos de Informática da Faculdade Engenharia da Universidade do Porto; Universidade do Minho; Universidade de Coimbra e Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Feedzai recruta 50 profissionaisnA Feedzai anunciou recentemente estar à procura de 50 profissionais nas áreas de data science e engenharia para integrar a empresa. Os 50 colaboradores deverão integrar os quadros da em Portugal, mas a empresa está também a recrutar para França, Alemanha e Reino Unido. Nuno Sebastião, CEO da Feedzai, prevê que as novas contratações integrem os quadros da empresa nos próximos oito meses, mas dependerá de conseguirem ‘encontrar os melhores e mais talentosos profissionais que tenham a capacidade de trabalhar com a mais recente tecnologia de big data e inteligência artificial’, explicou.n nA Feedzai é uma empresa fundada em Coimbra em 2008 por Paulo Marques, Nuno Sebastião e Pedro Bizarro (da esquerda para a direita, na foto), e foi a primeira startup criada com o programa da Carnegie Mellon University para as áreas de TIC em Portugal. Hoje é apoiada por OAK HC/FT, Sapphire Ventures, Data Collective e outros investidores internacionais, que investiram, em maio de 2015 mais de 17 milhões de dólares. Com um crescimento anual a rondar os 300% desde 2013, a Feedzai faturou 20 milhões de dólares (cerca de 17,8 milhões de euros) no ano passado. Para este ano, o crescimento deverá ultrapassar os 200%, adiantou a empresa em comunicado.

Especializada em data science, a Feedzai oferece soluções de segurança para a banca e comercio eletrónico através de um software para reduzir os riscos nas compras online e operações bancárias usando machine-learning em tempo real para analisar dados e detetando e prevenindo a fraude em transações eletrónicas. Atualmente tem sede nos EUA, em Silicon Valley, mas mantém ainda os serviços centralizados em Coimbra, além dos escritórios no Porto, Lisboa Londres e Nova Iorque.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorComo pode o Coaching auxiliar a gestão RH?
Próximo artigoOs portugueses são pessoas românticas
O Empreendedor é um projecto de empreendedorismo colaborativo que pretende desenvolver e testar novas formas de cooperação entre indivíduos e organizações ligadas ao empreendedorismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

20 − 1 =