Investimento em IA em Portugal Pode Ultrapassar os 100 Milhões de Euros em 2024

Foto de Freepik

A International Data Corporation (IDC) prevê que o investimento em Inteligência Artificial (IA) em Portugal atinja mais de 100 milhões de euros ainda este ano, e registe um crescimento anual de 25% entre 2023 e 2027. No evento de Data & Artificial Intelligence, realizado no Centro Cultural de Belém, foram discutidas algumas tendências, oportunidades e riscos associados à IA.

Gabriel Coimbra, Group Vice President e Country Manager da IDC Portugal, destaca que as organizações estão a redefinir os seus horizontes para aproveitar o poder da Inteligência Artificial. “Esta revolução tecnológica não se limita apenas a melhorias incrementais, mas está a reestruturar os negócios que operam e como as experiências dos clientes são moldadas. Os investimentos robustos em IA refletem não apenas uma tendência, mas uma necessidade urgente de adaptação e inovação, impulsionando uma nova era de oportunidades e crescimento acelerado.”

De acordo com o estudo IDC FutureScape, as empresas a nível mundial investiram 166 mil milhões de dólares em soluções de IA em 2023, um número que se espera crescer para 423 mil milhões de dólares até 2027, com uma taxa de crescimento anual composta de 26,9%. Este aumento representa uma mudança significativa nos investimentos globais em TI.

“A popularidade global explosiva do ChatGPT deu-nos o primeiro ponto de inflexão real da IA na adoção pública. A medida que os investimentos em IA e automação crescem, o foco nos resultados, governança e gestão de riscos é fundamental”, refere Ritu Jyoti, vice-presidente do grupo Worldwide Artificial Intelligence and Automation Market Research and Advisory Services na IDC.

Foto de Freepik

10 Tendências do Mercado de IA para os Próximos 5 Anos

No evento realizado pela IDC foram apresentadas 10 previsões para a área de IA e automação, até 2027. Além disso, o estudo IDC FutureScape: Worldwide Artificial Intelligence and Automation 2024 Predictions, descreve ainda os principais fatores que afetam os decisores responsáveis por estas despesas e pela utilização efetiva das soluções associadas.

Previsão 1: Até 2026, 70% dos fornecedores de plataformas cloud e software irão agregar pacotes de segurança e governação de IA Generativa (GenAI) aos seus principais serviços, reduzindo os cenários de risco de GenAI em três vezes.

Previsão 2: Até 2026, a divergência regulamentar da IA em diferentes regiões geográficas irá criar grandes desafios para as organizações multinacionais, aumentando o tempo e o esforço de implementação para casos de utilização sensíveis até 10%.

Previsão 3: Até 2027, os assistentes digitais GenAI serão a interface do utilizador para 25% das interações com software empresarial, incluindo o desenvolvimento de software e superior para processos de exploração operacional como o envolvimento do cliente.

Previsão 4: Até 2025, Após um foco temporário na GenAI, 60% das empresas vai voltar a focar-se na definição de estratégias de automatização baseadas em resultados, em vez de tecnologias específicas.

Previsão 5: Até 2025, as empresas G2000 vão aplicar mais de 40% dos investimentos em TI a iniciativas de IA, levando a um aumento de dois dígitos na taxa de inovação de produtos e processos.

Previsão 6: Até 2027, o impacto económico global da IA irá neutralizar-se, à medida que as organizações superam a disrupção inicial e reorientam os recursos para a inovação e novas oportunidades de negócio, impulsionando a expansão económica.

Foto de DC Studio em Freepik

Previsão 7: Até 2025, dois terços das empresas vão utilizar uma combinação de GenAI e RAG para potenciar a descoberta de conhecimento autónoma e específica do domínio, melhorando a eficácia das decisões em 50%.

Previsão 8: Até 2024, 33% das empresas G2000 irão explorar modelos de negócio inovadores para duplicar o seu potencial de monetização da GenAI.

Previsão 9: Até 2028, 30% das empresas G2000 vão experimentar sistemas AGI que terão um efeito transformador na sociedade e criarão oportunidades e ameaças significativas.

Previsão 10: Até 2027, os gastos com aceleradores de servidor (GPU, FPGA e ASIC e ASSP de IA) em comparação com CPUs de servidor vão inverter-se, atingindo uma taxa de 55/45.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

two × 2 =