Investimento Imobiliário: Turismo impulsiona crescimento

Investimento Imobiliário impulsionado pelo turismo

O investimento no mercado imobiliário tem registado um crescimento sustentado nos últimos meses. Quem possui liquidez financeira, ou pretende simplesmente investir noutros setores, tem-se começado a inclinar para este tipo de mercado. Um bom exemplo desse crescimento pode observar-se na evolução do investimento imobiliário de Troia, 10 anos após a sua inauguração.

Primeiramente, no que toca ao valor dos negócios realizados em Portugal, podemos verificar através dos dados do INE que o mercado imobiliário tem um enorme peso no número de transações efetuadas a nível nacional.

Neste semestre – e face ao período homólogo – foi registado um aumento de 18% no número de operações e 25% no valor total de negócios. A contribuição para estes resultados provém principalmente dos mercados de Lisboa e áreas turísticas, como do Algarve e do litoral alentejano (eixo Tróia-Comporta).

Os dados fornecidos pelo INE acerca destes mercados, revelam que os mesmos têm um peso de 50% no número de transações e 60% no valor dos negócios realizado em Portugal continental.

O setor do turismo é outro dos motivos pelo qual se verifica um investimento cada vez maior no mercado imobiliário. O Turismo Residencial tem-se mostrado um fator cada vez mais influenciador, devido ao seu acréscimo exponencial. O crescimento sustentado que se tem verificado neste setor, fez com que, em 2016 e 2017 se registasse uma contribuição do mesmo, com um aumento de mais de 30% no número de alojamento local, tanto na região de Lisboa, como nas zonas costeiras do Algarve e Alentejo Litoral.

Como analisar o Risco Imobiliário

Como em qualquer outro investimento, ao mercado imobiliário também se associa o fator risco. Mas, existem maneiras de apaziguar este fator. Temos em primeiro lugar de considerar todas as características do setor e aprender a analisar e avaliar as variáveis determinantes daquilo que difere um bom de um mau investimento num imóvel.

Começando pela mais importante – e aquela que qualquer pessoa parte do principio antes de comprar um imóvel – a localização. Este é o fator principal que vai determinar o valor do imóvel e criar a linha de diferenciação para a qualidade dos outros. É a variável que mais vai influenciar o custo e risco do investimento neste tipo de mercado.

Existe também o “timing” de investimento. É importante saber qual é a altura certa para investir, e devemos agregar esta variável à anterior. Por fim, e não menos importante, a variável dos serviços que possam advir da aquisição do imóvel, tanto para o proprietário (ex.: gestão do imóvel e exploração do mesmo), como para os clientes de exploração (ex.: segurança, receção, limpeza, “concierge”, golfe, etc.).

Considerando os fatores localização e serviços, facilmente se destacam os imóveis que se encontram localizados nas regiões do Algarve e no litoral alentejano (eixo Tróia-Comporta). Nestas regiões, os promotores dos resorts garantem a prestação dos serviços, nas melhores condições possíveis, para que a qualidade da oferta se mantenha sempre.

Quanto ao fator “timing”, podemos observar o mesmo na situação do preço dos imóveis na zona de Lisboa, em comparação com as regiões do Algarve e litoral alentejano. Os preços por m2 na zona de Lisboa têm aumentado para preços que se encontram na gama “prime” e que são comparáveis a outras zonas da Europa.

Já na zona do Algarve e outras regiões, como o eixo de Tróia-Comporta, os preços não chegam a ser tão altos, o que prova ser uma altura mais benéfica para se investir devido a potencial valorização a curto e médio prazo.

Tróia: 10 Anos depois da Inauguração

O Troia Resort é fruto de um projeto turístico da SONAE Capital, que hoje conta já com um investimento de cerca de 400 milhões. Desde construção e renovação de instruturas, ao desenvolvimento e promoção de mais de 500 unidades turísticas e residenciais e ainda renovação da frota e instalações de apoio da Atlantic Ferries – empresa que possibilita o trajeto fluvial entre Setúbal e Tróia. O grupo SONAE Capital tem realizado investimentos que têm contribuído cada vez mais para o crescimento deste resort e simultaneamente atraindo possíveis compradores de imóveis nesta zona. Das 450 unidades construídas e dos 96 lotes que foram desenvolvidos, pelo menos 400 unidades já foram vendidas (resultando num total de 200 milhões de euros).

Com todos os investimentos realizados, melhorando a atratividade de toda a região de Tróia e, mais especificamente do Troia Resort, faz cada vez mais sentido o investimento imobiliário Troia. Os serviços disponibilizados e os custos em comparação a Lisboa são muito mais atrativos de momento. Desde a possibilidade de experienciar um dos melhores campos de golfe em Portugal, às vistas para as praias e a diferença de qualidade-preço nos imóveis aqui localizados, Tróia tem-se revelado cada vez mais o próximo local de investimento no sector imobiliário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

three × two =