Irina Barannik: “Chorei todos os dias”

O exchange teve o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e resultou de uma parceria entre a Plataforma para a Educação do Empreendedorismo em Portugal (PEEP) e a Bagabaga Studios e o resultado desse projeto é agora exposto online num conjunto de testemunhos de mulheres que conseguiram ‘dar a volta’ tornando-se empresárias.nParte desse trabalho fica revelado nos testemunhos de nove projetos realizados por mulheres empreendedoras, como, por exemplo Irina Barannik, estoniana, 41 anos, em Portugal desde 2007, esteticista.

Para poder pagar o curso de esteticista, trabalhou numa loja de telemóveis e na limpeza de obras. Quando chegou a Portugal ligava muitas vezes à mãe a dizer que queria voltar.

No início de 2015, depois de cinco anos a trabalhar num cabeleireiro, juntou-se a uma amiga e montou o seu próprio gabinete de estética. Sempre quis construir algo ‘diferente’ e ‘maior’. As clientes ofereceram-lhe um frigorífico, uma televisão e até rebuçados. Lá para o final do ano, espera já ter tudo ao seu gosto.

A PEEP – Plataforma para a Educação do Empreendedorismo em Portugal é uma Organização Não-Governamental para o Desenvolvimento (ONGD), que tem como missão promover o desenvolvimento e a implementação de programas de apoio à educação e formação para o empreendedorismo, através de projetos de investigação e capacitação, e do acompanhamento do processo de desenvolvimento de políticas públicas. Os vídeos foram realizados pela produtora Bagabaga Studios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

16 + six =