Lisboa é uma das duas cidades finalistas para receber a Web Summit de 2016

Lisboa tem se destacado nos últimos tempos como sendo um dos ‘hubs’ de empreendedorismo mais importantes da Europa, tendo inclusive ganho o prémio de ‘Região Empreendedora Europeia 2015’ atribuído por Bruxelas no passado mês de Junho.

Na altura, António Costa, então presidente da CML apontou que a criação de uma rede de incubadoras na capital permitiu gerar 260 novas empresas, ‘muitas delas na área da inovação’, e cerca de 30% das quais de capital estrangeiro.

Fernando Medina (atual Presidente da CML) refere que ‘Lisboa é uma ‘startup city’ e não o é por acaso. Lisboa sabe receber, sabe acolher. E é por isso que se candidata à organização deste encontro. Lisboa é cada vez mais uma cidade aberta ao mundo, também digital.’

Lisboa têm fortes possibilidades de ganhar a edição da Web Summit de 2016 devido ao seu forte posicionamento turístico aliado à qualidade da oferta de infraestruturas e serviços e à maior relevância do ecossistema empreendedor.

A candidatura de Lisboa à realização da Web Summit foi submetida através de uma parceria entre o Turismo de Portugal, a Associação Turismo de Lisboa e a AICEP, contou ainda com o apoio do Governo e da Câmara Municipal de Lisboa.

Existe neste momento um movimento (grupo) nas redes sociais ‘Let’s bring the Web Summit 2016 to Lisbon’ (Vamos trazer a Web Summit 2016 para Lisboa), que já conta quase 2.000 membros, e que se destina a apelar a toda a comunidade empreendedora a apoiar a candidatura de Lisboa. Este movimento está a ser organizado pelo grupo de empreendedores do portal Ship.

O veredicto sobre a cidade que vai realização a edição de 2016 do Web Summit só irá sair em Outubro, mas o número de pessoas determinadas a convencer os organizadores que Lisboa é a cidade ideal para receber o evento não para de crescer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

10 + 15 =