Personal Branding é uma ferramenta poderosa para quem tem foco

Foto: Pixabay

Cada vez mais tem se falado no Personal Branding como importante ferramenta de gestão de marca pessoal. É uma skill poderosa porque permite que cada pessoa posicione de forma consciente como quer ser percebido em seu ambiente, no mercado onde está inserido.

Um trabalho personalizado em personal branding é composto por três etapas:

Autoconhecimento ou descoberta da própria marca: por meio de exercícios práticos, identifica-se quem você é e como as pessoas o percebem. Nesta etapa é possível identificar as forças, dificuldades e habilidades importantes de cada um. É neste momento que se ajusta o foco e define o propósito que o leva a fazer o que faz.

Estratégia de posicionamento: A segunda etapa permite fortalecer a imagem de marca, com base em quem você é e nos seus modelos de inspiração. Analisamos os seus concorrentes, definimos o público que você quer atingir e quais os canais que deve utilizar para oferecer a sua promessa única de valor.

Visibilidade ou comunicação: A terceira etapa do trabalho de personal branding é comunicar ao seu público quem você é, a que se dedica, e o que tem para oferecer que torna única a experiência que você transmite. É aqui que o conteúdo gerado por si faz toda a diferença, porque você é autoridade no que faz. Se utilizar toda a sua bagagem cultural, de trabalho e de vida, conseguirá oferecer algo que é único e valoroso. Mas é preciso saber conversar com o público que escolheu, utilizando uma linguagem que ele entenda e através dos canais onde eles estão presentes.

 

Consciência, objetivo e  disposição

A experiência em desenvolver planos de branding em consultorias para diferentes perfis de profissionais no Brasil e na Europa me assegura dizer que personal branding não é para todas as pessoas. Em primeiro lugar é preciso entender que o mercado de trabalho mudou, a tecnologia avança em todas as áreas e profissionais que ainda não percebem a necessidade de reforçar-se enquanto marca para ser mais visível e competitivo não estão preparados para gerenciar a si mesmos.

É preciso ter um claro objetivo do que você quer para si como profissional. Quer ser referência? Quer vender mais seu produto ou serviço? Quer ser promovido? Sem objetivo não se vai a lugar algum…

Por último, desenvolver o personal branding é para a vida. É necessário ter disposição para dedicar-se a cumprir a estratégia de posicionamento pessoal, ou não consegue-se êxito como marca pessoal memorável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

five + 4 =