Portugueses Desapontados com Expectativas de Compra e Venda de Imóveis

Foto de Kamran Aydinov em Freepik

De acordo com um inquérito realizado pela Imovendo a mais de 5000 inquiridos, entre proprietários e potenciais compradores, entre 26 de abril e 8 de maio, as expetativas de metade dos portugueses em relação à aquisição e venda de imóveis ainda não foram cumpridas este ano.

Segundo a Comissão Europeia, o preço das casas continuará a subir, o que constitui um problema para metade dos inquiridos, que consideram o preço dos imóveis o fator de decisão mais relevante.

Os desafios enfrentados no processo de compra e venda de casa dividem os questionados, com 32,7% atribuindo responsabilidade à falta de oferta, 21,2% apontando o financiamento como principal problema e 13,5% culpando o processo burocrático.

Para quem vendeu casa em 2024, as condições financeiras foram o principal motivo (13,9%), seguido de mudanças familiares (13,9%) e motivos profissionais (8,3%). Neste ano, 60,4% dos participantes do inquérito sentem que o preço das casas subiu.

Quanto ao perfil dos compradores, 49,1% das pessoas sentem que são investidores, 30,2% afirmam serem famílias, 13,2% são jovens trabalhadores e 7,5% estrangeiros.

Uma esmagadora maioria dos portugueses (81,1%) considera que o novo governo deveria rever o Programa Mais Habitação e fazer disso uma prioridade. Quanto à restituição da política dos Vistos Gold, há uma divisão fraturante, com 45,1% concordando e 41,2% discordando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

17 − thirteen =