Programa de Inovação no setor da Segurança anuncia vencedores

Imagem de Gino Crescoli do Pixabay

Mais de 190 startups de 33 nacionalidades diferentes participaram no primeiro programa de inovação aberta COME IN, uma iniciativa da Prosegur que pretende transformar o futuro da segurança. As cinco vencedoras terão a oportunidade de desenvolver e implementar soluções em todo o mundo, em colaboração com as unidades de negócios da Prosegur e os seus clientes.

A Prosegur selecionou as empresas DotGis, Veridas, Thinger.io, Radio Physics Solutions e Ubirch como as cinco startups vencedoras do programa de inovação aberta COME IN, no Selection Day que a empresa realizou. Com esta iniciativa, a empresa procurou reunir talentos empreendedores para responder a cinco grandes desafios de transformação nos campos corporativo, segurança, gestão de dinheiro, alarmes e cibersegurança. Selecionadas entre mais de 190 startups de 33 nacionalidades, estas empresas contarão com o apoio das diferentes unidades da Prosegur para desenvolver e implementar os seus projetos a nível mundial.

Para o Diretor de Inovação da Prosegur, José Daniel García Espinel, “o programa destaca o dinamismo do ecossistema de startups. O talento, aliado ao enorme potencial de inovação tecnológica da Prosegur, tem transformado os desafios do futuro em termos de segurança em verdadeiros projetos que irão reinventar a forma como protegemos o nosso ambiente”. Para o responsável, os modelos colaborativos são “a fórmula do sucesso para, juntamente com a experiência e projeção internacional da Prosegur, incorporar o talento externo das startups e acelerar o go to market, revolucionando o setor de segurança”.

Entre os cinco desafios da empresa, a DotGis foi a vencedora do desafio corporativo que pretende uma utilização eficiente da informação, tanto pública como privada, para a tomada de decisões estratégicas. A startup, especializada em análises geoespaciais, propõe o aproveitamento ao máximo das tecnologias de localização de dados, como GIS, Big Data e Deep Learning, através de mapas. Esta solução permite a monitorização de dados para, em última instância, enriquecer a informação a que a empresa tem acesso.

Por seu lado, a Prosegur Alarmes lançou o desafio de simplificar a compra e gestão de produtos ou serviços sem interação humana. A vencedora, a Veridas, apresentou uma proposta que consiste em utilizar a tecnologia biométrica de voz para identificar o cliente que entra em contacto com a Prosegur e dar-lhe uma resposta imediata.

Para melhorar a eficiência da gestão do dinheiro, a Prosegur Cash selecionou a proposta da Thinger.io, que visa um bloqueio inteligente automático que usa os benefícios da tecnologia IoT para estabelecer comunicação direta entre o telemóvel e o cofre, sem necessidade de baterias, teclados ou chaves tradicionais.

Ao desafio que tinha como objetivo encontrar soluções de segurança com métodos não invasivos para espaços ou eventos lotados, ganhou a proposta da Radio Physics Solutions, com um sistema de sensores que utiliza um radar potente para deteção remota de ameaças ocultas, como armas ou explosivos.

Por último, em termos de cibersegurança e reforço da segurança e confiança na rede IoT, destacou-se a proposta da Ubirch, uma solução que utiliza tecnologias Blockchain para capturar informações de sensores IoT e proteger contra possíveis ataques de manipulação de dados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

sixteen + 8 =