Que tipo de empreendedor sou eu?

Os novos empreendedores saíram definitivamente do armário e nós andamos a observá-los. Eles têm todas as formas e feitios mas, na sua maior parte, cabem num destes perfis. Qual é o seu?

O ‘Geek’

Ele é engenheiro informático e fala meio português, meio html. Passou dois terços da vida em frente ao computador até dominar o reino da programação e da internet. Agora, já percebe que o trabalho também se faz na rua, a conhecer as pessoas certas. Para ele, empreender é pôr os bits e bytes ao serviço de um ideal. A sua app vai ser um estrondo no mercado; já só lhe faltam mais 2000 horas a programar.

O Investigador

É o mais resiliente de todos porque já estava habituado a viver na eterna busca de financiamento. Agora, usa as ferramentas dos empreendedores para se conectar e estabelecer parcerias. Finalmente compreendeu que tudo, até a ciência, precisa de marketing. Quando alcança resultados sabe dar-lhes visibilidade, manejando as redes sociais como um especialista.

A Mãe

Desde que o bebé nasceu tudo se tornou mais claro. A sua prioridade é fazer algo de que realmente gosta e ser dona do seu tempo. A inspiração está mais forte que nunca e se o seu novo produto não for dirigido ao mercado dos bebés e mamãs, pelo menos terá o nome do seu filho. A falta de sono e o desequilíbrio hormonal poderiam aniquilar qualquer empreendedor muito macho mas, no caso das mulheres, equivalem à dose certa de loucura.

O Desempregado

Já passou pela fase em que estar desempregado era um alívio, um intervalo merecido depois de anos a aturar aquele chefe impossível. Agora o futuro preocupa-o mas ouviu dizer que ter um negócio próprio não é assim tão difícil. Já se informou no centro de emprego e leu alguns artigos na internet, mas não sabe como lidar com a burocracia nem que opções tomar. Está a precisar desesperadamente de falar com um bom (e barato) contabilista.

Os Estarolas

São um grupo de amigos que, entre tremoços e imperiais, tiveram uma ideia brilhante. A perspectiva de trabalharem juntos fá-los sorrir. Estão prontos a mandar ao diabo a prudência e arriscar. Será uma escola de surf, um novo pronto a comer ou uma loja online? O que interessa é a aventura, e que comece depressa.

Conhece outros perfis de empreendedores que pudessem caber neste artigo? Envie-me as suas sugestões e poderá vê-las aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

8 − five =