Relatório Global de Índice de Ecossistemas de Startups 2024

Ilustração de Freepik

A StartupBlink acaba de lançar o Relatório Global de Índice de Ecossistemas de Startups de 2024, que analisa as tendências do setor de startups deste ano. O relatório, que classifica os ecossistemas de 1.000 cidades e 100 países, mostra que os Estados Unidos estão a reforçar a sua liderança sobre outros ecossistemas, principalmente devido ao impulso da IA.

O relatório enfatiza que 2024 tem sido indiscutivelmente um ano desafiador para os ecossistemas globais de startups. O panorama de financiamento entrou num “inverno” mais profundo, com alta inflação, altas taxas de juros e um aperto significativo na disponibilidade de capital para startups.

A atual restrição financeira coincide com tensões geopolíticas aumentadas e um recuo notável da globalização. Estes fatores coletivamente marcam uma partida acentuada do ecossistema global anteriormente mais integrado, inaugurando uma era caracterizada por clusters distintos moldados por dinâmicas geopolíticas regionais.

Conheça as principais informações do StartupBlink Global Startup Ecosystem Index Report of 2024:

Foto de Rawpixel.com em Freepik

1. Ecossistemas de Startups

A nível global, os Estados Unidos mantêm o seu reinado indiscutível, com uma liderança substancial, quase quatro vezes superior à do Reino Unido, que ocupa o segundo lugar. Os cinco primeiros classificados tiveram uma pontuação total de 215.001 (EUA), 55.995 (Reino Unido), 51.557 (Israel), 38.254 (Canadá) e 37.736 (Singapura).

Insights por País:

Singapura teve uma ascensão meteórica, subindo para o top 5 no ranking de países, vindo da 16ª posição em 2020. As políticas e estratégias de desenvolvimento são altamente eficazes. Embora não tenha alcançado o top 5, a Suécia também subiu da 10ª para a 6ª posição no mesmo período. Os quatro principais países (EUA, Reino Unido, Israel e Canadá) mantiveram a sua classificação do ano anterior.

Já a China tem vindo a declinar desde 2021, caindo do 7º para o 13º lugar. Em 2019, Pequim era vista como a única cidade potencial que poderia superar o Vale do Silício em dez anos. Esse já não é o caso. O ecossistema de Pequim está agora classificado em 6º globalmente, e a China já não está no top 10 de países. Apesar de ser um grande ecossistema, sem alcançar uma expansão global, a China não entrará no top 3.

Vários outros países mostraram um progresso significativo este ano, incluindo a Suíça, Estónia, Índia, EAU, Colômbia, Chipre e Azerbaijão. O Paraguai entrou no top 100 pela primeira vez.

Top 30 de Países:

Ranking elaborado pelo StartupBlink Global Startup Ecosystem Index Report of 2024

Este ano, as cidades no top 10 global permaneceram largamente inalteradas, com exceção de Tel Aviv e Paris, que trocaram de posições, agora classificando-se em 9º e 10º lugares, respetivamente.

Este ano, as cidades no top 10 global permaneceram largamente inalteradas
Foto de Freepik

Insights por Cidade:

Vale do Silício/San Francisco continua a liderar os ecossistemas globais de startups. Após anos de declínio, o Vale do Silício ampliou a sua vantagem sobre outros ecossistemas. Em 2023, era 2,5 vezes melhor que Nova Iorque; em 2024, é agora 2,8 vezes melhor. Este crescimento é significativamente impulsionado pela sua liderança em IA.

Nova Iorque, que ocupa a segunda posição desde 2017, também está numa liga própria. Com uma pontuação total 1,7 vezes superior a Londres (classificado em 3º), Nova Iorque mantém uma lacuna significativa que será difícil de fechar.

Xangai, o segundo ecossistema chinês classificado, manteve-se estável em 7º lugar globalmente, embora permaneça significativamente atrás das 6 principais cidades em pontuação total, posicionando-se mais próximo de ecossistemas de classificação inferior.

Em 8º lugar, Bangalore, o principal ecossistema da Índia, também manteve estabilidade, apesar do ligeiro alargamento da lacuna de pontuação com Xangai.

Outras cidades que demonstram crescimento e impulso notáveis incluem Austin, Seul, Mumbai, Miami, Barcelona, Jacarta, Sófia, Dubai, Cairo e Riade. Os países árabes, em particular, mostram tendências positivas nos seus ecossistemas de startups.

Top 30 de Cidades:

Ranking elaborado pelo StartupBlink Global Startup Ecosystem Index Report of 2024

2. Financiamento

No ano passado, houve uma queda significativa no financiamento após um ano recorde em 2021. Em 2023, os níveis de investimento atingiram o ponto mais baixo em cinco anos. Esta desaceleração afetou todas as fases de financiamento, com os investimentos em estágio inicial a sofrer o maior declínio. No primeiro trimestre de 2024, esta tendência de queda não mostra sinais de reversão. De acordo com o Crunchbase, o mercado global de financiamento de startups registou o seu segundo nível mais baixo desde o início de 2018.

No ano passado houve uma queda significativa no financiamento
Foto de Stockgiu em Freepik

3. Unicórnios

Os unicórnios ainda estão a ser criados, mas a um ritmo muito mais lento em comparação com anos anteriores. Isto contrasta fortemente com o rápido crescimento observado em 2021, quando o número de novos unicórnios aumentou mais de 200%. De novembro de 2023 a abril de 2024, os dados do Crunchbase mostraram que o número de novos unicórnios se manteve em dígitos únicos durante seis meses consecutivos.

4. Despedimentos no Setor de TI

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) espera que mais dois milhões de trabalhadores no setor de TI estejam à procura de emprego globalmente em 2024, indicando um aumento nas taxas de desemprego. Com o agravamento das condições económicas, a queda global no financiamento de startups e o aumento da IA, tem-se verificado uma tendência crescente de despedimentos nos setores de TI e startups. Estes despedimentos estão a afetar principalmente a indústria tecnológica, diminuindo o apelo e o impacto económico das startups após anos de domínio na economia global.

 a indústria de Healthtech desacelerou no período pós-pandemia
Foto de Rawpixel.com em Freepik

5. Healthtech

Embora a pandemia tenha inicialmente impulsionado a indústria de Healthtech, o seu crescimento desacelerou no período pós-pandemia. No entanto, no primeiro trimestre de 2024, houve um aumento notável de 48% no financiamento de Healthtech em relação ao trimestre anterior, com fusões e aquisições quase a duplicar no quarto trimestre de 2023, de acordo com o CB Insights. Isto indica que a indústria está a passar por um processo de consolidação. Parece que o setor de Healthtech está de volta ao centro das atenções.

6. Web 3.0

Apesar do entusiasmo inicial pelas tecnologias blockchain e seu uso em criptomoedas e NFTs, a indústria Web3 (Web 3.0) enfrentou uma queda significativa em 2022 e 2023. Este período foi marcado pelo colapso de bancos amigáveis às criptomoedas e pela queda da FTX, uma das maiores exchanges de criptomoedas globais.

O relatório do ano passado destacou que a queda no financiamento de Web3 em 2022 foi significativamente mais acentuada do que a queda geral no financiamento de startups. Em 2023, a situação não melhorou, com o Crunchbase a relatar uma queda de 74% ano após ano no financiamento para startups Web3.

No entanto, o primeiro trimestre de 2024 registou o primeiro aumento trimestral no financiamento de venture capital para Web3 desde o quarto trimestre de 2021, principalmente devido ao aumento do Bitcoin, que parece estar a renovar as esperanças para a recuperação da indústria.

É agora evidente que a antecipação do Metaverso foi prematura.
Foto de Freepik

7. Metaverso e RV

É agora evidente que a antecipação do Metaverso e da RV como os próximos grandes marcos foi prematura. De acordo com os dados do Crunchbase, o financiamento na indústria de Metaverso e RV atingiu o seu ponto mais baixo em 2023.

Embora o potencial para uma inovação extraordinária permaneça, a indústria ainda não conseguiu entregar soluções que se integrem verdadeiramente na economia e promovam a adoção em massa. Um exemplo disso é o anúncio da Meta de mais cortes de empregos relacionados com o projeto do Metaverso para se concentrar na IA.

O lançamento do headset Vision Pro da Apple no início de 2024 enfatiza a “computação espacial” em vez de termos como “metaverso” ou “realidade virtual”. Este dispositivo visa mitigar o isolamento e o desconforto frequentemente associados às tecnologias de realidade virtual. Se bem-sucedido, pode reacender o interesse em mundos digitais imersivos entre startups. No entanto, devido aos seus elevados custos iniciais, espera-se que continue a ser um produto de nicho.

A crescente adoção de tecnologias de IA destacou o papel crítico dos semicondutores
Foto de Svstudioart em Freepik

8. Semicondutores

Mudanças geopolíticas e riscos aumentados têm propulsionado certas indústrias estrategicamente importantes para o centro das atenções. A crescente adoção de tecnologias de IA destacou o papel crítico dos semicondutores, com empresas como a Nvidia a atingir receitas recordes devido ao seu foco em IA generativa e computação acelerada.

O crescimento da indústria de semicondutores é exemplificado por vários eventos-chave no final de 2023 e início de 2024, como o desempenho excecional de crescimento da Nvidia em comparação com os “Magnificent 7” gigantes tecnológicos, bem como a empresa holandesa de semicondutores ASML, que relatou encomendas recorde no quarto trimestre de 2023.

onde estabelecer um ecossistema de startups tornou-se mais crucial do que nunca
Foto de Freepik

Notas Finais

No clima atual, a decisão sobre onde estabelecer um ecossistema de startups tornou-se mais crucial do que nunca. À medida que o capital se torna cada vez mais concentrado em regiões geográficas específicas, as startups devem selecionar estrategicamente as suas localizações para aceder a recursos essenciais e oportunidades de financiamento.

Escolher o ecossistema certo não se trata apenas de garantir suporte financeiro; é sobre posicionar-se num local que pode sustentar o crescimento durante tempos económicos, e políticos, instáveis. Fundadores e partes interessadas devem avaliar cuidadosamente os ecossistemas potenciais, considerando tanto os benefícios imediatos quanto a estabilidade a longo prazo, para garantir que seus projetos possam sobreviver e prosperar em condições evolutivas.

O relatório completo do Relatório Global de Índice de Ecossistemas de Startups da StartupBlink 2024 pode ser acedido aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

6 − six =