Seedrs cria mercado para negociação de ações de startups

A Seedrs, maior plataforma europeia de equity crowdfunding, acaba de anunciar a criação de um mercado secundário para negociação de ações de empresas financiadas através da plataforma. A ferramenta pioneira, que estará disponível este verão, vai permitir aos investidores comprar e vender ações, ajudando, desta forma, as empresas a atrair mais capital.

Até agora, os investidores tinham muita dificuldade em negociar as ações de empresas financiadas através de campanhas de equity crowdfunding, tendo que esperar por uma possível entrada em bolsa, ou venda da empresa. Para responder a esta necessidade, a Seedrs vai criar um mercado secundário que dará a oportunidade aos investidores de venderem as ações das empresas que financiaram através da plataforma e, desta forma, fazendo mais-valias.

Paralelamente, os investidores passam a ter a possibilidade de reforçar as suas participações nas empresas através da compra de títulos neste mercado que, como qualquer mercado bolsista, dependerá da procura e da oferta disponível.

Apesar de estar direcionado para os investidores, cujo interesse na compra e venda de ações de empresas financiadas através da Seedrs tem aumentado consideravelmente, este mercado secundário tem, igualmente, vantagens significativas para as empresas. Depois de terem captado financiamento na plataforma de equity crowdfunding, as empresas deixam de estar pressionadas para dar mais valias aos investidores, uma vez que estes passam a ter uma alternativa de liquidez, sempre que acharem conveniente.

‘As oportunidades potenciais que este mercado secundário oferece, tanto a investidores como a empresas, torna-o numa ferramenta incrível. Acreditamos, sobretudo, que vai ajudar os negócios que estão a financiar-se através da Seedrs e a atrair mais investidores’, afirma Jeff Lynn. O CEO e co-fundador da Seedrs salienta que ‘estamos conscientes da obrigação em disponibilizar o melhor serviço possível, e é por isso que iremos lançar, inicialmente, este produto em formato beta, para depois melhorarmos’.

O mercado secundário será lançado este verão e vai estar, numa primeira fase, sujeito a algumas limitações para evitar movimentos especulativos. A Seedrs alerta ainda os investidores que este não é um mercado bolsita como os habituais, porque ainda há pouca liquidez do mercado de startups, e por isso poderá ser difícil encontrar um comprador ou um vendedor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

13 − 2 =