Simulador de pacientes virtuais ajuda médicos no tratamento do coronavírus

Ilustração de website TTW

Startup portuguesa desenvolveu plataforma que permite simular o tratamento de Covid-19 em pacientes virtuais. O simulador permite testar procedimentos e cenários clínicos que ajudem à tomada de decisão dos profissionais de saúde.

O combate à pandemia do COVID-19, nos mais diversos países do mundo, coloca os profissionais de saúde sob elevada pressão para diagnosticarem e tratarem de forma eficiente e célere pacientes com sinais e sintomas suspeitos. Para dar resposta a esta situação a Take The Wind (TTW), empresa criadora da plataforma Body Interact – simulador de pacientes virtuais com vista ao desenvolvimento do raciocínio clínico e tomada de decisão – está a disponibilizar cenários clínicos com pacientes virtuais suspeitos do novo coronavírus para uso gratuito e ilimitado por estudantes e profissionais de saúde.

“Ajudar quem está na primeira linha dos cuidados de saúde e saber atuar com precisão, eficácia e segurança perante um paciente suspeito de COVID-19” foi a principal razão que levou a empresa portuguesa TTW a desenvolver, em tempo recorde, um cenário de treino virtual onde se pode simular as várias abordagens terapêuticas, tendo em conta a sua casuística sem o receio de errar, dando a possibilidade de praticar o número de vezes que forem necessárias para uma assimilação mais rápida e eficaz do conhecimento.

O CEO da TTW, Pedro Pinto, explica que “como empresa líder mundial na simulação digital com pacientes virtuais, é sua responsabilidade social fornecer cenários de treino para ajudar os profissionais de saúde no esforço colossal que estão a realizar para debelar a pandemia, onde os requisitos de segurança individual e dos pacientes são muitos elevados. Esta situação irá agudizar-se à medida que forem convocados para o terreno profissionais de áreas clínicas muito diferentes, o que requer um esforço adicional de coordenação e de formação para assegurar um elevado desempenho e em consonância com as mais recentes orientações clínicas”.

Desenvolvido em cooperação internacional com especialistas de diversos países e sob a coordenação dos médicos Filipe Froes e Tiago Alfaro, especialistas em cuidados intensivos e em medicina respiratória, respetivamente, os cenários clínicos irão acompanhar a constante atualização das orientações clínicas para o tratamento desta patologia.

Adicionalmente, a TTW disponibiliza a sua plataforma Body Interact a todas as escolas de medicina e enfermagem, para que os educadores, em conjunto com os seus alunos, promovam uma prática clínica similar ao contexto real, num regime de aulas online. O sistema integra ferramentas de feedback no final de cada caso clínico, que ajudam o aluno a compreender e refletir sobre a sua abordagem terapêutica, possibilitando ao professor receber informações personalizadas sobre a prestação de cada um dos seus alunos.

A Take The Wind S.A. é uma empresa portuguesa, sediada no Instituto Pedro Nunes, em Coimbra, líder mundial em tecnologia para a educação clínica, com a missão de capacitar os profissionais de saúde, atuais e futuros, a fim de reduzir o impacto dos erros clínicos, todos os dias, em todo o mundo. A empresa opera em cerca de 40 países e tem como clientes Sociedades Científicas, Hospitais Universitários, Escolas de Medicina e de Enfermagem e Certificadores de Educação Médica continuada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

20 + 15 =