SMART OPEN LISBOA: conheça as 12 finalistas

As 12 startups selecionadas, oriundas de sete países, vão agora passar à fase de experimentação onde vão desenvolver os seus projetos até Outubro, uma ação que culmina num Demo Day, um evento em que as diferentes equipas apresentam os seus projetos e conclusões.

O Smart Open Lisboa é um programa que constitui ‘um dos pilares da estratégia de inovação da cidade de Lisboa’ e que se destina à promoção e utilização de Dados Abertos, recolhidos por instituições publicas e que os participantes podem utilizar para desenvolver soluções inovadoras para problemas do dia-a-dia dos cidadãos.

O programa é promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, Turismo de Portugal, Portugal Telecom, Cisco, Grow Mobility (by Brisa), EPAL, Sharing Cities e Masai, sendo coordenado pela Beta-i.

Para Manuel Tânger, Head of Innovation & Corporate Acceleration da Beta-i, ‘esta segunda edição do programa sublinha o reforço da aposta nas smart cities como um setor estratégico de inovação. O programa visa abrir os dados da cidade, colocando-os ao dispor dos participantes, incluindo startups, para que possam desenvolver soluções inovadoras para dar resposta aos problemas do quotidiano dos cidadãos’.

A ideia passa por transformar Lisboa num laboratório vivo de inovação, sempre numa ótica centrada em resolver problemas e facilitar a vida aos utentes e cidadãos. Fazer de Lisboa uma cidade qua aposta na criatividade e nonempreendedorismo, e tirar partido desse investimento para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

AS 12 FINALISTAS DO SMART OPEN LISBOAnAs 12 startups selecionadas, oriundas de 7 países diferentes, são as seguintes:

KLC (Portugal)nServiço de Mobilidade Compartilhada baseado num contrato mensal, disponibilizando serviços B2B e B2C nos quais se vendem quilómetros de acordo com as necessidades reais das empresas ou pessoas – horários, rotas e outras especificações de operação de negócios.

AppyFans (Portugal)nAppyFans é um novo assistente pessoal de compras que vai aprender as suas preferências e aconselhar as campanhas relevantes de produtos que utiliza.

TriggerSystems (Portugal)nUma plataforma para controlar remotamente e automaticamente sistemas de irrigação. Adequada para a agricultura, a Trigger Systems já tem alguns clientes na área, bem como alguns municípios, já que o sistema ajuda a reduzir o desperdício de água.

WETEST Urbego & R!skly (Dinamarca e Portugal)nAs duas startups fundiram-se durante o programa Smart Open Lisboa para trabalhar em conjunto. A equipe da Wetest desenvolveu uma ferramenta para designers urbanos que se concentra em projetar soluções de walkability, enquanto a equipa de R!Skly, criou uma plataforma analítica que permite visualizar os dados coletados.

ÜRBIK (França)nA Ürbik fornece soluções autónomas (fotovoltaicas) conectadas (mobiliário urbano) para fornecer informações a visitantes e turistas em poucos segundos, diretamente no smartphone, sem recorrer a qualquer rede 4G.

nGreen By Web (Portugal)nEsta startup propõe soluções inteligentes para a gestão e controlo de espaços verdes urbanos, permitindo a gestão remota e monitorização de uma forma mais sustentável.

TICKEY (Bélgica)nTICKEY é um serviço que permite aos cidadãos pagar por todos os serviços de mobilidade urbana a qualquer hora em qualquer lugar com apenas um aplicativo e sempre com o melhor preço. TICKEY usa Bluetooth para identificar veículos e portões de tarifas e com base no histórico de viagens e no perfil de utilização, oferecer o melhor preço para a viagem.

Magnar (Portugal)nServiço que permite encomendar refeições para casa. Destinado a pessoas idosas, a Magnar App procura ainda apoiar restaurantes locais. Os utilizadores podem escolher sua refeição com a ajuda da família ou de uma instituição de assistência social, enquanto os restaurantes reforçam sua presença online.

SOSPlus (Portugal)nMelhorar a rapidez dos veículos de emergência, enviando um alerta da sua posição para cada carro no caminho. Esta ferramenta torna possível uma reação pronta dos motoristas e permite que os veículos de emergência cheguem mais depressa e em segurança a uma ocorrência.n nConnect Robotics (Portugal)nServiço de entrega de encomendas por drones.

1%club (Holanda)nPlataforma de Engajamento Cívico e Corporativo.

Openly (EUA e Inglaterra)nPlataforma de engajamento cívico para cidadãos e governos, para interagir e envolver de forma eficiente, além das eleições, com dados reais.

COMPARTILHAR
Artigo anterior7 Motivos para anunciar no Facebook
Próximo artigoO melhor momento para enviar o seu email marketing
O Empreendedor é um projecto de empreendedorismo colaborativo que pretende desenvolver e testar novas formas de cooperação entre indivíduos e organizações ligadas ao empreendedorismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

four × 5 =