Acelerar a economia do mar

Programa de aceleração para startups com projetos de bioeconomia marinha
Foto:  jean wimmerlin / Unsplash

O Programa de Aceleração Blue Bio Value está à procura de ideias com potencial para serem transformados em novos negócios na área dos recursos marítimos e que resultem no desenvolvimento da bioeconomia de forma sustentável. O período de candidaturas decorre até ao dia 19 de agosto e os interessados poderão submeter os seus projetos em www.bluebiovalue.pt.

A iniciativa conjunta da Fundação Oceano Azul e a Fundação Calouste Gulbenkian visa atrair projetos e ideias que representem uma oportunidade de negócio ao longo da cadeia dos biorrecursos marinhos, incluindo biotecnologia, e que tenham como solução o desenvolvimento de produtos ou serviços sustentáveis e cuja exploração resulte num impacto positivo no desenvolvimento da atividade sustentável do oceano.

as Inscrições para o Programa de aceleração Blue Bio Value encontram-se abertas até 19 de agosto

O Blue Bio Value é um programa internacional de aceleração de projetos e startups ligadas à economia do mar. A iniciativa visa atrair projetos e ideias e transformá-las em oportunidades de negócio ao longo da cadeia de valor dos biorrecursos marinhos, incluindo biotecnologia, e que tenham como solução o desenvolvimento de produtos ou serviços sustentáveis, integrados em negócios viáveis.

Com este Programa, a Fundação Oceano Azul e a Fundação Calouste Gulbenkian unem esforços para contribuir para que Portugal se torne num polo internacional relevante e inovador no desenvolvimento da mais inovadora bioeconomia marinha, promovendo também uma utilização mais sustentável do oceano.

O anúncio das candidaturas vencedoras será no dia 31 de agosto e a primeira edição do programa terá início no dia 25 de setembro. Os critérios de seleção deverão ter em conta três aspetos fundamentais:

  1. Forte componente científica e tecnológica;
  2. Alto valor acrescentado;
  3. Enquadramento na bioeconomia azul.

O Programa terá a duração de 8 semanas, ao longo das quais, a Fundação Oceano Azul e a Fundação Calouste Gulbenkian, em parceria com a Fábrica de Startups, a Bluebio Alliance e a Faber Ventures, irão apoiar as empresas participantes a validar a tecnologia desenvolvida e adquirir competências de gestão, criando assim as bases para o desenvolvimento de novos produtos e serviços economicamente viáveis e que forneçam um mercado global.

A edição deste ano está focada na busca de soluções para 4 desafios principais:

  • Como alimentar uma população crescente
  • Alterações climáticas e redução de emissões de CO2
  • Escassez de recursos e redução/substituição de plásticos
  • Soluções de bem-estar para uma população mais envelhecida

O Programa Blue Bio Value pretende ainda tirar partido da crescente emergência de Portugal como um local de eleição para atrair startups / empresas e empreendedores inovadores, como tem acontecido em particular nas áreas de IT e Web.

A Fundação Oceano Azul e a Fundação Calouste Gulbenkian assumiram o compromisso de investir, pelo menos, 1 milhão de euros nos três anos de implementação do programa Blue Bio Value e pretendem acelerar entre 10 e 20 empresas portuguesas e estrangeiras por ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

5 × 1 =