Lisbon Challenge’18 arranca para mais três meses de aceleração

Lisbon Challenge acelera para mais três meses de desenvolvimento de novos projetos empreendedores
Foto: Lisbon Challenge (arquivo)

A edição de 2018 do Lisbon Challenge, um programa internacional de aceleração de 3 meses para startups ambiciosas de base tecnológica, arrancou esta semana, com 8 startups selecionadas para a fase de aceleração do programa que irá decorrer até junho.

O Lisbon Challenge é um programa de aceleração de startups, baseado em Lisboa, e que tem como objetivo capacitar as empresas com as ferramentas ideais para competir no mercado digital global. As startups selecionadas recebem logo à partida 10 mil euros, em troca de 1,5% do seu capital, para poderem estar completamente focadas no desenvolvimento do produto, sem preocupações financeiras.

“Este ano o foco está mais na mais deep tech, uma vez que temos um lote mais maduro de candidatos, que nos permite olhar para questões mais complexas e impactantes, como a inteligência artificial” explica Pedro Rocha Vieira, CEO da Beta-i. “O programa migrou de um formato non-equity, sem qualquer tomada de participações ou investimento, para um acelerador associado a um fundo de investimento, e isso também guia muito a nossa estratégia de seleção”, sublinha o cofundador da Beta-i.

As startups selecionadas para esta fase são a Gofact, que desenvolveu um serviço que oferece faturação, despesas e contas bancárias, tudo numa única plataforma; Honest Make, uma plataforma SaaS que permite aos retalhistas mostrar e vender os seus produtos através de um canal de conversação com os clientes finais; Predict Churn, a plataforma analítica que antecipa a possibilidade de cancelamento de serviços de subscrição e fidelização; SCUBIC um serviço de apoio à gestão de energia para utilities de água; Shareacar desenvolveu uma comunidade peer to peer de aluguer de automóveis (uma espécie de Airbnb para carros); Social Grid apresenta um marketplace que ajuda marcas e agências a encontrar e gerir os influenciadores digitais certos, e à escala certa; Triad Health AI é uma plataforma para exercício, monitorização de saúde e atividades e rotinas diárias; e Wall-i, uma solução web para ajudar gestores de marketing a gerir campanhas digitais com audiências reais e métricas inteligentes.

Estas statups vão participar num programa de aceleração, que tem lugar ao longo de 10 semanas, e está divido em 4 fases: Validação, Produto, Crescimento e Investimento, para culminar na apresentação final no Dia do Investidor em junho.

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorO Segredo do negócio é Partilhar!
Próximo artigoCriar valor nas Organizações
O Empreendedor é um projecto de empreendedorismo colaborativo que pretende desenvolver e testar novas formas de cooperação entre indivíduos e organizações ligadas ao empreendedorismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

one + sixteen =