Rendas no Porto 120 euros mais baratas que em Lisboa

Porto com alojamento mais barato que Lisboa
Foto: Pixabay

Relatório da Uniplaces analisa o mercado português de arrendamento a estudantes. Com base nos dados da plataforma, em 2017 as reservas de alojamento em Portugal registaram um aumento de 37%, com uma duração média de estadia de 5,6 meses e um valor médio mensal de 449 euros. 82% das reservas feitas na plataforma provêm de estudantes internacionais.

O Relatório do Mercado de Arrendamento a Estudantes 2017 em Portugal, desenvolvido com base nos contratos de arrendamento celebrados pela plataforma de alojamento Uniplaces, revelou também a renda média mensal no último ano foi de 449 euros, o que se traduz num aumento de 34 euros em comparação com o ano anterior.

A procura dos estudantes continua a ser maioritariamente por um quarto privado, em casa partilhada, com Arroios, em Lisboa, a destacar-se como a zona mais popular para os estudantes, com uma renda média mensal de 333 euros. Este valor é inferior ao praticado em Alvalade (367 euros), a zona de Lisboa que regista a menor procura por parte dos jovens.

Entrecampos é a única zona da capital portuguesa a registar uma diminuição do valor médio mensal de arrendamento face a 2016, com uma média de 360 euros por renda.

Também a região do Porto, no norte de Portugal, registou, em 2017, um crescimento de 55% nas reservas efetuadas na plataforma, com a zona de Paranhos a apresentar a maior procura, com uma renda média mensal de 250 euros, valor que diminuiu 7 euros em comparação com o ano anterior.

Rio Tinto foi a zona da cidade do Porto menos procurada pelos estudantes, com uma renda média mensal de 255 euros, valor 22 euros inferior ao praticado no ano anterior.

Comparando os preços médios das rendas nas duas cidades, o Porto foi, no último ano, 120 euros mais baixo que o valor médio praticado em Lisboa. Todavia, há mais senhorios na capital (80%) a incluir despesas como a água, gás e eletricidade na renda mensal, em comparação com os proprietários e senhorios da zona norte do país (apenas 56,5% dos senhorios do Porto incluem estas despesas nas rendas apresentadas).

 

Estudantes internacionais dominam as reservas

No último ano, 82% das reservas feitas na plataforma foram provenientes de estudantes de mais de 100 países que escolheram Portugal para a sua experiência de mobilidade. As propinas reduzidas, o custo de vida baixo em comparação com outros países da Europa e o clima ameno foram alguns dos motivos que levaram a que tantos jovens selecionassem o nosso país para estudar.

Os estudantes de nacionalidade brasileira encontram-se em primeiro lugar na lista de nacionalidades, representando, ao longo do último ano, 15% de todos os alunos internacionais que arrendaram alojamento através da Uniplaces.

O propósito da estadia foi maioritariamente no âmbito de uma licenciatura (46,5%) ou de uma pós-graduação (38,6%).

 

Sobre a Uniplaces

A Uniplaces é uma plataforma online de alojamento, onde estudantes de qualquer parte do mundo podem encontrar e reservar um apartamento ou quarto de uma forma fácil e segura.

Criada em Portugal, a Uniplaces acompanha os estudantes internacionais, melhorando a sua experiência fora de casa, ao mesmo tempo que ajuda os senhorios no arrendamento das suas propriedades, em menos tempo que o habitual e de uma forma mais rentável.

Desde o seu lançamento em 2012 que a Uniplaces foi das startups portuguesas que mais financiamento conseguiu angariar, totalizando até agora um investimento de praticamente 28 milhões de euros.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

9 + five =